O final do ano chegou. Restando poucos dias comerciais, essa é a hora de dar um gás a mais na sua produtividade para que as metas do ano possam ser cumpridas. Só que como fazer isso? Parece que sempre que vamos tentar nos concentrar, algo aparece de propósito para desviar a nossa atenção. Bem, posso lhe assegurar que isso não acontece somente com você, é algo extremamente comum.

Todos nós nos distraímos algumas vezes. A diferença entre você e todo o resto é que você está buscando formas para amenizar essa situação e ser mais produtivo. Sendo assim, separei algumas dicas que irão ajudá-lo a atingir as suas metas e iniciar esse segundo semestre com chave de ouro.

1. Agende intervalos

Ninguém é de ferro. Todos nós precisamos de uma pausa para dar uma arejada na mente e depois voltar a trabalhar a todo vapor. Eu já fiz alguns testes comigo mesmo e pude perceber que depois que eu comecei a fazer duas pausas de 15 minutos por dia (uma no meio da manhã e uma no meio da tarde), minha produtividade aumentou cerca de 30%.

Não espere você ficar exausto para realizar essas pausas, pois nesse caso, apenas 15 minutos pode não ser o suficiente para revigorá-lo. É importante que você mantenha o seu planejamento e os horários certos para as pausas. Se você, como eu, planejou duas pausas em alguns horários certos, siga esses horários e não tire nem mais tempo nem menos tempo do que o previsto.

2. Planeje as suas distrações

Epa, pera aí… Se uma distração é algo que não é esperado, como é possível planejá-las? Bem, em qualquer ambiente de trabalho que você esteja haverão interrupções. Pode ser um telefone que toca, o chefe que veio falar com você ou um colega de trabalho que veio tirar uma dúvida, sempre haverão interrupções.

O primeiro passo é tentar se antever às situações já conhecidas, pois dessa forma você pode tomar algumas medidas para não ficar irritado e conseguir voltar ao seu trabalho (e pensamentos/idéias) no ponto onde parou. Você não sabia que o alarme de incêndio iria tocar por conta de um incidente que aconteceu na cozinha, mas tinha ciência que passaria de 5 a 30 minutos no telefone explicando sobre uma determinada demanda para um colega de trabalho. Nesse último caso, quando o telefone tocar, você pode anotar suas idéias em um bloco de papel para que seja mais fácil retomá-las assim que a ligação se encerrar.

Além disso, saiba que muitas vezes uma interrupção vem junto com uma ação a ser tomada. Lembra daquele colega que ligou perguntando sobre uma determinada demanda? Bem, ele é meio lerdo para entender algumas coisas e pediu que você fosse lá na mesa dele para mostrar aonde ficam alguns documentos dentro do sistema. Bem, porque não pedir para ele esperar uns 20 a 30 minutos enquanto você termina a atividade que está fazendo? Há casos em que o solicitante não pode esperar, mas em contrapartida, há muitos casos em que pode.

3. Regule as informações que recebe

Quanto mais usamos a internet, mais usamos a internet. Hoje, ver email, Facebook e Twitter é quase que uma compulsão para muita gente, chegando (em alguns casos) a beirar o vício. Gente, é muito bom ficar conectado e antenado aos últimos acontecimentos do mundo, seja por meio do seu email, de feeds, Facebook, Twitter ou qualquer outra ferramenta, mas qual é o custo disso tudo? Será que estar ciente do que está acontecendo no mundo, momento a momento, vale as brincadeiras entre os amigos do trabalho que você perdeu na hora do almoço? Ou ainda os as idéias que não teve por estar olhando para a tela do computador ou do seu smartphone?

Acho que temos que repensar um pouco a nossa atitude quanto a isso e talvez nos dar um tempo de folga. Veja algumas idéias para botar limites nessa nossa compulsão por informações:

  1. Coloque seu smartphone no modo silencioso (e com o modo vibracall desligado) e mantenha-o afastado por um tempo (pelo menos uma ou duas horas por dia);
  2. Limite a quantidade de vezes que você abre o seu email por dia e a quantidade de tempo que você gasta em cada vez. Tente aproveitar o tempo em que você separou para ver suas mensagens para também responder vários emails de cada vez;
  3. Se você quer acessar qualquer rede social, deixe para fazer isso nos momentos de pausa do seu trabalho.

4. Saiba em qual período você é mais produtivo

Todos nós temos um período do dia em que somos mais produtivos, já parou pra pensar nisso? Se não, pense comigo… Em qual momento do dia que você geralmente produz seus melhores trabalhos? Você é super ágil durante a manhã, mas bem lento no período da tarde? Gosta do período da noite, quando você está só e sem muitas interrupções?

A maioria das pessoas têm apenas algumas horas de pico de produção a cada dia, e saber disso pode ser extremamente vantajoso para você. Afinal, se você sabe que trabalha melhor no período da tarde, por exemplo, você pode marcar as reuniões chatas e conferências para o período da manhã, deixando a tarde exclusivamente para realizar o trabalho que você tem que fazer.

No meu caso, eu sei que tenho um pico de produção a noite, entre as 21:00 e 00:00. É o tempo que geralmente uso para escrever textos para meus blogs, para fazer trabalhos freelance e tocar alguma atividade que eu tenha que fazer em casa.

Comece a observar seu trabalho e descubra quando geralmente acontece o seu pico de produção e tire vantagem disso.

5. Coloque “gorduras” nos seus cronogramas

Interrupções são comuns em qualquer trabalho, e uma das coisas mais chatas sobre elas é que a maioria das vezes não temos tempo para elas. Isso acontece porque precisamos ser sempre bem produtivos, e entregar nosso trabalho o mais rápido possível faz parte do processo. O problema é que essa sede por produção pode acabar cortando a sua criatividade para tudo, inclusive para gerar novas idéias e para resolver os problemas que você se propõe a resolver durante seu trabalho.

Sendo assim, assuma o compromisso consigo de criar cronogramas que podem ser cumpridos, mas que ao mesmo tempo te dêem alguma margem para interrupções e para relaxar a cabeça.

-

Coloque essas dicas em prática no seu dia-a-dia e seja não só mais produtivo, mas também mais satisfeito com seu trabalho. 

About The Author

Empresário (Diretor de Operações da Data Power Team) e consultor de tecnologia da informação e comunicação digital, é o fundador e editor do blog Produzindo.net. Se dedica a essa atividade pela paixão que tem pelo lema que tomou para a sua vida: “aprender para ensinar”.