Quantas pessoas você conhece que têm o hábito da leitura? Quantos livros por ano costumam ler? Se lê, fora os livros lê o quê? Com qual freqüência?

Infelizmente não é comum ver pessoas com esse hábito, por mais benéfico que ele possa ser. Por quê? Porque não temos uma cultura que favorece a leitura. Na minha humilde opinião, é uma questão social e política (mas não vamos entrar no mérito da questão aqui senão esse post não terá mais fim).

Ler nos faz bem em vários aspectos. Veja alguns benefícios:

  • Melhora cada vez mais a nossa capacidade e velocidade de leitura;
  • Melhora a nossa capacidade de escrita;
  • Aumenta nosso vocabulário, permitindo nos expressar melhor;
  • Aumenta a nossa cultura geral;
  • Nos faz formar mais opiniões sobre diversos assuntos diferentes.

Para quem não tem o “instinto natural”, a leitura deve ser um hábito. Por muito tempo eu desejei ler alguns livros que sempre me despertaram interesse mas eu nunca conseguia porque os livros não conseguiam prender a minha atenção. O computador e o videogame sempre venciam…

A solução para o meu caso só apareceu a pouco tempo e de uma forma bem inusitada.

Um gerente do meu gerente, no meu antigo trabalho, me procurou para saber por que eu estava pedindo demissão. Expliquei que era apenas uma questão financeira, já que eu havia recebido uma proposta salarial irrecusável. Tinham me dito que o cara era um “guru” da administração empresarial e depois da nossa conversa, pude perceber o porquê que o pessoal o chamava assim.

Ao término da conversa, ele me deu a dica de um livro que, segundo ele, tinha mudado a sua visão administrativa. Fiquei muito curioso para saber de onde aquele gênio tinha tirado tantas idéias fantásticas. O livro é “Você está louco!” do Ricardo Semler (já comentado anteriormente).

Empolgado que eu estava, logo comprei o livro. Só que acabei esbarrando em um problema que sempre me assombrou: de onde vou tirar tempo para ler esse livro? Trabalho de segunda a sexta, de 8 as 18 e estudo das 19 as 23h. Finais de semana? Único momento que eu tenho para meu lazer (que ainda não incluía ler livros).

Foi pensando numa forma de ler esse livro que eu descobri que eu não tinha tempo para lê-lo. Quando percebi isso, fiquei muito bravo e me afrontei começando a ler o primeiro capítulo do livro na mesma hora. Li o primeiro, o segundo, o terceiro e precisei ir dormir. No dia seguinte, eu me lembrei do que eu havia lido, fiquei novamente empolgado e levei o livro comigo na minha mochila. Durante o dia, qualquer tempinho livre que eu tinha, eu lia mais um pedaço do livro. Foi aí que cai a ficha…

Eu não tinha tempo para parar e ler o livro, isso era um fato. Só que eu percebi que durante o meu dia, existem vários horários picados, de tamanhos diferentes, que eu fico ocioso. Tendo isso em mente, criei um hábito de ter sempre um livro na minha mochila (minha fiel companheira que vai para qualquer lugar que eu for).

Vejam alguns desses momentos do meu dia que eu fico ocioso e sempre tiro meu livro para ler um pouco:

  • Esperando minha noiva sair do trabalho;
  • Durante minha hora de almoço;
  • Esperando professores que chegavam atrasados para dar aula;
  • Durante aulas chatas (meninos, não façam isso em casa);
  • Momentos de tédio quando fico em casa;

Esse método é um método mais demorado de leitura, mas ele funcionou muito bem pra mim. Claro que isso não vai funcionar para todo mundo, mas se você não tem o costume de ler e quer mudar isso, a minha intenção aqui é te mostrar como eu fiz para conseguir.

Se você não tinha e hoje tem o hábito de ler sempre, conte-nos o que você fez para mudar essa situação e ajude outras pessoas a mudarem também!

26 Responses

  1. Carlos Mello

    com certeza, também costumo levar livros comigo durante todo o dia, leio na folga do almoço, esperando a namorada chegar, antes de durmir, quando da tempo no trabalho, fora que quanto mais voce le, mais rapido e mais compreensivel fica a leitura, portanto menos tempo necessario para terminar a leitura. Lembrando que outro ponto bom da leitura não citado é a melhora na capacidade de imaginação do eu no exterior e do capacidade de reflexão lógica sobre um determinado tema.
    Obs: aproveitando o comentário sobre leitura, recomendo esta como uma boa leitura sobre linguagem, adorei o livro
    LETRAMENTO: um tema em três gêneros – Madga Soares
    ;)

  2. Gustavo Periard

    Tema legal esse,
    Eu Leio muito no ônibus indo para o serviço!!
    é um otimo tempo para leitura, pra quem consegue ler num onibus em movimento, claro!!

    tempo nós temos sim, nos falta vontade para enxergá-lo e talvez um pouco mais de organização em nossa vida pessoal para encontrá-lo!!

    um abração Bernardo!!

  3. Bernardo Pina

    Gustavo, tome cuidado com leituras dentro de meios de transporte. Ler nesses locais fazem com que você tenha que refocar a sua visão constantemente, causando cansaço nos olhos e dores de cabeça. =)

  4. Anny Rose

    Acho que o método mais eficiente é encontrar o prazer na leitura; quando se consegue isso, você coloca a leitura como prioridade e reserva um tempo especificamente para isso.

    Essa história de não ter tempo é conversa fiada. Ninguém é ocupado 24 horas por dia. Se você é um demônio desgraçado que trabalha sem parar, ainda assim tem algum tempo livre, e desse, pode separar uma – ou mais – hora para ler. Tudo vai depender de o quanto você gosta de ler.

    Demonstrar para alguém o prazer que a leitura pode proporcionar é algo muito simples e rápido. Basta dar à essa pessoa um bom livro que aborde um tema de seu interesse. Instantaneamente ela irá reconhecer toda a arte e cultura presente na leitura.

  5. Guilherme Miksza

    Antes eu utilizava os livros para ler e adquirir sono para dormir rsrsrs. Agora ficou difícil de adquirir sono lendo, por um lado é ruim mas por outro é muito bom.

  6. Lana

    Acho que você poderia arrumar o título do seu post colocando corretamente a palavra adquirir, afinal o hábito da leitura tem como propósito a melhora no nosso vocabulário também… Gostei muito do seu post e o recomendo para meus amigos!

  7. Drika Rocha

    Bom, serei cruelmente sincera (precisa ter coragem pra adimitir isso!!!!), eu nunca fui uma excelente aluna em Português!!! E por alguns anos, me conformei com isso!!! Detestava aqueles livros que tinhamos que ler ao longo dos anos de escola (eca)!!!!
    Mas essa minha opinião mudou qdo comecei a trabalhar aos 16 anos como secretária em uma corretora de seguros!!!!Num dia comum, como outro qualquer, meu chefe me entregou um documento para redigir!!!Até ai, ok!!!Fiz tudo como ele havia pedido!!!Passado algum tempo, ele veio furioso comigo, pq na reunião ele passou a maior vergonha pq escreveu algo errado e eu não corrigi ao redigí-la!!!Eu vi que havia algo errado, mas pensei que ele, sendo diretor, sabia mais do que eu…!!!
    Dai por diante, comecei a perceber que não desgrudava mais do Sr. Aurélio(mais do que devia…rsrsrs)!
    Não que isso seja uma vergonha, mas no meu caso estava demais…rs!!!
    Isso me fez perceber o qto o meu Português precisa dar uma guinada!!! E se eu tinha alguma ambição, era melhor mudar isso rs!!!!
    E o que me incentivou a ler, foi justamente o medo de passar vergonha em algum e-mail, recados,(prefiro nem pensar nisso…rs)e tb a pânico de nunca crescer na empresa!!!!
    Comecei a ler livros não tão extensos, e depois isso foi mudando, e comecei a ver que o que era um fardo, se tornou achado!!! E hoje tb aproveito qualquer tempinho para ler!!!! É melhor um pouco do que nada e o muito aprender, é enfado da carne!!!!KKKKKKKKK Bjus à todos!!!

  8. Carlos Eduardo Schneider

    Pois é. Tenho 26 anos e sou jornalista. O detalhe é que não tenho o hábito da leitura! é, no mínimo, contraditório. Adoro escrever e adoro português, mas ainda “doem” as tentativas de saborear um livro. Mais ou menos como rúcula, pro meu gosto, claro. Mas estou tentando. Admiro quem lê e sei que não há maneira de saber das coisas sem aprender com as histórias que há aqui na terra, né? Papo de louco, mas, tipo, sem leitura não posso tirar um conceito do poder da mente… eis o meu desafio: adquirir o hábito da leitura!

  9. Bernardo Pina

    @Carlos: Muito dessa falta de hábito não é culpa nossa. Nós, muitas vezes, não somos incentivados a ler nem pela sociedade, nem pelo governo, nem por nossos pais. Acaba que não adiquirimos o hábito. Nos resta tentar por nós mesmos. Eu consegui! =)

  10. Ely Alencar

    Nunca tive o hábito de ler,mas por incrível que pareça, sempre tirei notas boas em redação, português.Adoro escrever, já tive vontade de escrever matérias pra jornal, ou algo parecido, e já pensei até em escrever um livro. Modéstia parte sempre sou elogiada ,pelas minhas conversas bem eloquentes, pela minha letra e por alguns conteúdos que escrevo. E tudo isso devo ao hábito não de ler como eu gostaria, mas ao hábito de ler dicionários, desde criança até hoje.

  11. Bernardo Pina

    @Ely: O importante é ler, não importa o que. Ler dicionários é um ótimo hábito também.

  12. Jane

    Sempre gostei muito de ler. Não precisei que mãe, professora ou outra pessoa qualquer me estimulasse para a leitura. Hoje tenho um filho de 9 anos que não é muito fã dos livros. Mas, por quase 3 meses seguidos, eu o obrigo a ler apenas 20 minutos por dia, todos os dias. Apenas 20 minutos! Há dias que ele lê facilmente, noutros dias a leitura é mais penosa… Algumas pessoas já me criticaram por isso. Mas eu estou vendo resultados positivos: ele agora lê mais rápido, mais corretamente, e suas redações da escola melhoraram sensivelmente, sendo elogiado por isso. Os livros lidos estão se acumulando na estante e ele mesmo não está acreditando em quanto ele já leu até agora, sem falar que as histórias estão se mostrando interessantes para ele. Bom, por enquanto está dando certo!!!!

  13. Marcos

    gostei desse tema cara. Eu gosto de ler, em horas vagas e a noite bem tarde.
    Abração. Bernardo.

  14. Zenaide Franco

    Pena que vc só descobriu o benefício da leitura tarde mais é melhor tarde do quê nunca. Parabenizo-o pela conquista e acredito que a conquista só é possivel mediante leitura e eu leio no ônibus no meu translado para o trabalho, quando vou ao banheiro, e na cama sempre tiro meia hora hora antes de dormir para ler. Sou pedagoga e diversifico minhas leitura de tudo leio um pouco exceto fofoca e fotonovelas.

  15. Thomas

    Nada substitui a leitura…. Nem os chamados audiobooks, tão badalados ultimamente te dao o mesmo prazer que a leitura.

  16. Tiago Henrique de Moraes

    Adorei este fórum, mesmo porque eu adoro ler!

    E isso sem dúvida é uma ato mais que saúdavel, e um prazer terminar um livro e consequentemente ler outro!

    Um abraço à todos.

  17. Gilmar

    Não resta a menor dúvida da importância e da necessidade do ser humano de ler. Os motivos são muitos e foram apontados aqui de forma coerente e sensata. Como sabemos, cada um descreve o que compreende da Vida e do viver, segundo suas impressões, percepções, experiências diárias e como se relaciona com tudo que é a Vida, ou como disse Krishnamurti, momento a momento. O hábito da leitura nos dias atuais, como se sabe, sofreu, sofre e sofrerá cada vez mais uma imensa e perigosa influência da globalização, tendendo mais para a ridicularização e banalização, do que para a conscientização e a compreensão do que de fato significa conhecimento e sua utilidade.
    Segundo minha ótica pessoal e como observo o fluir das coisas, o interesse pela leitura como forma de adquirir conhecimento, e, consequentemente o saber, está “completamente contaminado” pela doentia, insana e descompassada avalanche de informações que trafegam pelo mundo globalizado, como um todo. Ora, já tínhamos enormes dificuldades em buscarmos ajuda nos livros, jornais, revistas, periódicos, etc., que pudessem contribuir para compreendermos as manifestações da vida de forma geral. E hoje, o que circula na mídia, salvo exceções, é de nível cada vez mais destoante, displicente e desinteressante. O que buscamos nos livros fora do âmbito didático?
    Será puro lazer?
    Será apenas distração, passar (matar) o tempo?
    Será preencher espaços, empilhar números na mente, informações e dados que jamais terão alguma utilidade?
    Ou poderia ser para aumentar nosso poder de interpretação e análise dos fatos, dos acontecimentos como um todo, do mundo o fluir das coisas que nos cercam?
    Ao menos deveria ser!
    Muitas pessoas não gostam de ler e nem ouvir que “Informação é bem diferente de Conhecimento”!
    Mas, é preciso dizer, é preciso alertar, é preciso que nos lembremos de que quanto mais informações inúteis e sem função aplicável em nosso viver, mais vão ocupando e se estabelecendo em nossas mentes, e mais obtuso, limitado e tacanho vão ficando nossos intelectos.
    E quanto mais nossos intelectos vão sendo contaminados, hipnotizados, condicionados e preenchidos com inutilidades de todos os graus e níveis, mais dificuldades e limitações teremos para adquirirmos conhecimentos necessários ao autoconhecimento e ao autodescobrimento.
    Por que estamos perdemos cada vez mais o hábito da leitura proveitosa e abrangente?
    Ora, se observarmos bem os movimentos, os eventos, os recursos investidos e aonde, as prioridades políticas, científicas e sociais, etc., bem como para quais objetivos e metas são aplicadas nossos recursos, por cada um de nós, constataremos que a cada dia, de forma descontrolada, mais e mais vamos nos distanciando do valor intrínseco para os quais, não só os Livros, mas, principalmente os meios de comunicação que hoje conhecemos, surgiram ao longo da história humana. São, e serão cada vez mais utilizados para a banalização, futilização, entorpecimentos, viciações, escravizações consumistas, submisões ao mundo dos cinco sentidos, etc.
    O hábito da leitura deveria nos proporcionar meios que contribuíssem com a nossa autodescoberta e para a compreensão do que a Vida e o Viver!
    – Ler algo que não contribua para o nosso engrandecimento, crescimento e evolução, é, com certeza, algo que não vai além das fronteiras da mente dedutiva, lógica e previsível.
    Em Paz!

  18. Sandra da Silva Marqueti

    Nossa eu vivo me entretendo com sites que dão dicas de leitura, porque eu “DETESTO LER”!! Adoro conhecer palavras novas, idéias diferentes, etc. Mas, o meu problema é que eu não tenho paciência para ler livros. No entanto, neste começo de ano já li três artigos e estou no segundo livro. Estou lendo pacientemente e procurando compreender cada paragrafo do livro, estou adorando!! Realmente ler é uma dádiva.

  19. Ana Beatriz Machado

    Amei seu artigo, até porque amo ler.
    Aprendi a ler aos 4 anos, e desde sempre fui incentivada. Sempre estou lendo um livro, que é uma das minhas paixões. E a leitura se torna prazerosa, pra quem tem o hábito. Estou no último ano do ensino médio, e posso dizer que escrevo bem por causa da leitura. Pretendo cursar a carreira de jornalista.
    O que falta algumas vezes é o incentivo, não só da sociedade, do governo, mas também vindo de dentro de casa, dos nosso pais. Quanto mais cedo ter esse hábito saudável, melhor para o enriquecimento do vocabulário e da escrita. A leitura para mim, não é só um lazer, é uma oportunidade de melhorar em tudo.
    parabéns pelo artigo Bernardo. :)

  20. kaio

    bem, primeiramente obrigado por este post, ao realiza-lo você fez com que alguns preguiçosos, eu rsrs lesse de forma que buscasse a leitura como hábito, confesso que não é facíl, na minha opnião toda escola deveria ter como reitor um psicologo, para entender tais nessecidades de cada individuo , pois eu por exemplo : não aproveitei a aprendizagem escolar por que a introspecção era o principal fator,e é o que mais acontece. Naquele tempo nao havia como descobrir, fato que declaro: Não tinham profissionais preparados para aquilo. nem meus pais eram dotados para desvendar uma possível depressão. se fosse constatado antes, talvez nao chegaria ao 20 anos cheio de duvidas e acomodado! mas eis que dia apo´s dia leio um livro como hábito e determinação… Desculpem por alguns erros tais como: ortografia. e se você conseguiu ler ate o meu comentário ou os demais abaixo, aplausos está no caminho certo!