As vezes eu ouço alguns amigos falando que estão próximos de comprar seus primeiros carros. Normalmente faço uma série de perguntas para ver se eles estão considerando realmente todos os custos envolvidos em ter um carro, e percebo que geralmente só se preocupam com a mensalidade que irão pagar no parcelamento da compra do carro. Afinal, comprar um carro zero km sem entrada e parcelas de menos de R$400,00 a perder de vista parece muito tentador. E de fato é. O problema é que esses R$400,00 não são os únicos gastos que você terá…

Você já considerou que de tempos em tempos terá que fazer revisão/manutenção? Considerou os gastos mensais com gasolina, cujo valor por litro não para de crescer? Considerou o seguro? Muita gente não considera isso tudo e quando aparece a necessidade, seus gastos acabam saindo do controle. Aqueles R$400,00 que havia sido considerado inicialmente pode triplicar ou até quadruplicar, dependendo do caso. Não subestime o peso de um carro no seu orçamento.

Como fazer então?

Apresentar um problema sem apresentar uma solução não é o nosso feitio. Só que abordar toda a solução aqui seria redundante, pois o professor Elisson de Andrade publicou, no blog Dinheirama, dois textos de sua autoria que abordam esse tema com uma boa didática, apresentando uma solução simples e prática: preenchimento de uma planilha de custos mensais de um carro.

No primeiro texto é disponibilizada uma planilha onde você poderá listar e calcular todos os seus gastos mensais com seus carros. Além disso, o segundo texto apresenta um vídeo que ensina como preencher a planilha corretamente.

Em resumo, tudo que você precisa para não subestimar o real valor de um carro e manter o seu orçamento familiar nos eixos. Segue abaixo o link para os dois textos. Espero que ajudem a todos.

  1. Orçamento – Como calcular o custo médio mensal de seu carro – Parte 1/2
  2. Orçamento – Como calcular o custo médio mensal de seu carro – Parte 2/2

6 Responses

  1. Edw

    Como corretor de seguros, me veio 2 situações que vejo bastante.
    1- A pessoa compra um carro em trocentas prestações e depois quer um seguro a preço de banana. Esta pessoa não tem grana para comprar um carro
    2- Carro novo com lanterna quebrada. Este também está duro para pagar 1 salário mínimo numa lanterna e nem seguro tem (cobertura de lanterna custa 50,00 por ANO). Também mais um que nunca poderia ter comprado o carro.
    O acima não vale para quem precisa de carro como ferramenta de trabalho, aí não tem jeito mesmo, tem que ter um carro novo de preferência.

    • salvador

      E se eu acionar o seguro para cobrir a lanterna quebrada? Perco bônus???

      • Edw

        Não, pois cobertura de “lanterna, retrovisores, vidros e faróis” são serviços adicionais, assim como são: guincho, serv. residência, higienização e outros. Cada um com seus limites de utilização e pequenas franquias, quando têm.

  2. Lucianaweb

    Ainda estou nesse dilema da compra de um carro e seus custos. Andei pensando muito e comparando com os custos de andar de taxi.
    Outro problema do carro que não foi falado aqui, é sobre ter onde estacionar. Estacionar também deve ser incluído nas despesas.

    • Bernardo Pina

      Boa dica, Luciana. Minha realidade é Brasília e aqui ainda não há muito a necessidade de pagar estacionamento na maioria dos lugares públicos.

      Adicionaria ainda custos estéticos, tal como lavagem, compra de equipamentos, etc.