Como sempre fui afeiçoado a tecnologia e a tudo que envolve o mundo digital, desde cedo aprendi que backup é essencial para informações que você não conseguirá recuperar caso as perca. Assim, já na minha adolescência, fanático que sempre fui por fotos, tinha três discos rígidos com todas as minhas fotos, sendo que dois eram apenas backup do primeiro.

Acontece que jogaram alguma praga em mim, e no espaço de uma semana todos esses três discos rígidos queimaram praticamente em sequência. Não, foi culpa da rede elétrica da casa porque haviam outros computadores por lá e só queimaram os MEUS hd’s. E foi assim que eu perdi todas as fotos da minha adolescência até o meu primeiro ano de faculdade.

O tempo passou sem que eu conseguisse confiar novamente em nenhum tipo de armazenamento para guardar informações importantes, então eu simplesmente desencanei de backups. Acontece que hoje a situação mudou e eu FINALMENTE consegui achar uma forma boa, eficiente, prática e BARATA para fazer backup das minhas fotos: cloud storage.

armazenamento-nuvem

O que é

Vivemos em uma época em que os computadores, smartphones e a internet estão cada vez mais inseridos nas nossas vidas. Sabendo disso, as empresas aproveitam os dados de navegação dos usuários da internet para gerar padrões de comportamento que direcionam as ofertas de produtos e serviços para o público certo, aumentando vertiginosamente suas vendas.

O problema é que esses dados precisam ser armazenados em algum lugar. Imagine só a quantidade de informações que são coletadas diariamente da navegação de um grande portal ou uma grande loja. Para conseguir armazenar isso tudo, para posteriormente analisar essas informações, são criados data centers, um local com centenas de milhares de terabytes de armazenamento e outras centenas de milhares de terabytes para fazer backup dos arquivos hospedados lá dentro. Hoje, essas empresas tem um nível de confiabilidade de 99.999999999%. Ou seja, existe uma chance de 0.000000001% dos dados que estão ali ficarem indisponíveis por falha na rede ou serem perdidos por qualquer outro motivo.

Acontece que as empresas investiram tanto nisso que acabaram com espaço de sobra. Já que investiram tanto dinheiro nisso e o retorno será a médio prazo, porque não vender espaço para outras empresas que precisam de armazenamento para ganhar uns trocados extras? Porque não vender espaço para pessoas comuns hospedarem arquivos para seus sites? Porque não vender espaço para nós, meros mortais, fazermos backup de nossos arquivos?

Nasce o Amazon S3 (Simple Storage Services)

A Amazon é uma das maiores lojas digitais do mundo (se não for a maior), e criou um serviço que disponibiliza armazenamento de informações nos seus servidores a um preço bem camarada. Você pode hospedar 1 gigabyte de informações ao custo de U$0.095 (cerca de R$0,20) por mês.

Só para você ter uma idéia do tamanho e confiabilidade desse serviço, ele é hoje utilizado em larga escala por gigantes da internet, tal como o Twitter e o Facebook.

Só que os serviços de armazenamento continuaram evoluindo, e assim nasceu o Amazon Glacier.

Nasce o Amazon Glacier

Quase dez centavos de dólar é um valor irrisório para nós, meros mortais, que temos poucas informações que realmente não podemos nos dar ao luxo de as perder. O problema é que existem pessoas e empresas que precisam de centenas ou até milhares de gigabytes para fazerem o backup de suas informações mais críticas. Eu, por exemplo, tenho uma amiga que é fotógrafa, e em cada evento que ela faz, saem cerca de 10gb de fotos. Por cada evento. Hoje, ela tem alguns hd’s de alguns teras cada. Pense na fortuna que seria fazer backup disso tudo no Amazon S3? (conta rápida… supondo que ela tenha 2tb de dados, são 2048 gb de informações, o que dá cerca de U$200/mês)

Pensando nas pessoas e empresas que precisam de espaço apenas para backup, a Amazon lançou o Amazon Glacier, que oferece o mesmo serviço, com a mesma confiabilidade, a um preço bem menor (U$0.01 por gigabyte). A diferença é que para recuperar essas informações, você precisa entrar numa fila de espera que dura de três a cinco horas. Se quiser recuperá-las mais rápido, é possível pagar uma taxa para isso.

Ou seja… Se aquela minha amiga fotógrafa fosse fazer backup dos seus 2048gb de fotos no Amazon Glacier, ela pagaria apenas U$20.48 por mês (cerca de R$42,00).

E foi assim que eu consegui fazer o backup de todas as minhas fotos (hoje são cerca de 40gb) e eu vou pagar cerca de R$0,80 por mês para isso. Estou bem satisfeito.

Como faço?

arq-appMara começar, basta criar uma conta no Amazon S3. Eu utilizo um aplicativo chamado Arq que fica rodando no meu iMac e sobe automaticamente para minha conta da Amazon qualquer informação que coloque em determinadas pastas. O backup pode ser agendado para rodar em horários em que estou dormindo e eu posso limitar a velocidade, caso eu esteja acordado utilizando o computador e a internet.

Se você usa windows, algumas boas opções são o FastGlacier e o Duplicati.

Que tipo de informações fazer backup?

Antes de mais nada, é importante saber que tipo de informação vale a pena fazer o backup para que você não gaste dinheiro a toa. Com sinceridade, são poucos os tipos de informações que eu considero como inestimáveis para mim. Alguns exemplos de coisas que eu coloco na minha lista de backups diários:

  • Fotos (fotos comigo, que eu tirei, que tiraram de mim, etc.)
  • Vídeos (vídeos de passeios, com amigos, de baladas, etc.)
  • Projetos pessoais
  • Documentos (contratos, notas fiscais que já foram pro lixo e outros documentos em geral que já não estão em meio físico)

Músicas, filmes, seriados, etc. são tipos de informações que definitivamente não vale a pena ir para o backup. O motivo é muito simples: você pode baixar denovo quando quiser. Dê prioridade às informações importantes que, se você perder, nunca mais conseguirá recuperar.

“Conhece o Google Drive, iCloud, Dropbox e SugarSync?”

Sim, conheço. São serviços de armazenamento online utilizados em larga escala e são, de fato, MUITO bons (muitos deles utilizam o próprio Amazon S3 para oferecer seus serviços). O problema é que o valor de armazenamento deles mais alto… Se pegarmos o mais barato dos citados (hoje é o Google Drive), temos que pagar U$49 por ano de armazenamento por 100gb de informações. Isso dá U$0.04 por gigabyte, por mês. É um valor mais alto que o Glacier, mas mais baixo que o Amazon S3.

Como eu não tenho a necessidade de acessar minhas fotos e vídeos de qualquer lugar, a qualquer hora, o Amazon Glacier funciona muito bem para mim. Só que uso também o Google Drive para o resto, que cabe perfeitamente nos 10gb disponibilizados gratuitamente pelo Google. Tenho menos de 50% do meu Google Drive utilizado, e olha que eu tenho cerca de cinco mil itens armazenados lá. ;)

Assim, recomendo esses serviços para arquivos pequenos, tal como documentos, para que você não precise pagar caro pelo armazenamento. Se precisar de backup para arquivos grandes e não precisar acessá-los a qualquer hora, vá de Glacier. Se precisar de muito espaço e precisar acessar a qualquer hora, pague por espaço extra no Google Drive. ;)

-

Agora eu pergunto.. Conhece alguma outra opção interessante de backup, a preços acessíveis? Como você armazena suas informações?

About The Author

Empresário (CEO da agência de comunicação PIBIT) e consultor de tecnologia da informação e comunicação digital, é o fundador e editor do blog Produzindo.net. Se dedica a essa atividade pela paixão que tem pelo lema que tomou para a sua vida: “aprender para ensinar”.

13 Responses

  1. Eduardo

    Bernardo, lembrando que provavelmente quando você escrevia este artigo o Flickr atualizava a sua plataforma e passou a disponibilizar 1 Terabyte de espaço gratuitos. Mas é claro que é um serviço específico para fotos e imagens.
    Esta é a dica.

    • Bernardo Pina

      Eduardo, eu, na verdade, já conhecia o Flickr e a dica é boa sim. Só que eu acho incômodo o método de upload dos arquivos. Já tentei antes com a conta paga (assinei durante dois anos numa tentativa frustrada de subir todos os 40gb de fotos pra lá), e acabou que o uploader me desanimou por ser extremamente lento e por eu ter que configurar os metadados dos álbuns e das fotos.

      Não me leve a mal, o Flickr é extremamente válido e eu realmente esqueci de comentá-lo no texto. Então fica aí a dica pra todos que estiverem lendo os comentários.

  2. Jonathan

    Fica a sugestão: backblaze.com

    Backup automático de todos arquivos do computador, sem limite de espaço, por apenas 5 dólares/mês

  3. Neylor Ohmaly

    Em termos de custo beneficio o Bitcasa é uma ótima opção. E um serviço novo e não sabemos se irá se sustentar no mercado, mas vale dar uma olhada.

  4. Thiago Dorneles

    Você conseguiu abrir a conta no Amazon Glacier com dados do Brasil?

    Estou tentando criar, ele gera o PIN e efetua uma ligação do serviço da amazon pedindo o PIN exibido. Quando informo o serviço me notifica que informei o código incorreto.

    Já abri um chamado na Amazon para averiguar o que esta ocorrendo.

  5. GraziSX

    Deixa eu ver se entendi, para windows o Amazon Glacier não serve?