Inspirada por um texto que eu li na Você S/A sobre comportamento em eventos corporativos, resolvi fazer um pequeno “manual de etiqueta” para as festas de fim de ano das empresas. Muita gente fica mal vista na empresa por conta de deslizes que comete nessas ocasiões. Não vale a pena jogar uma imagem pelo ralo por causa de um evento social, né?

Para mim, essas comemorações de final de ano das empresas são insuportáveis justamente por ver tanta gente querida se transformando completamente durante o evento.

festa-final-de-ano-01Eu acredito sim que sejam ocasiões para confraternizar e comemorar os bons resultados obtidos pela empresa ao longo do ano. O problema é que muitas pessoas não encaram dessa forma e tentam transformar o evento em uma “balada”, oportunidade pra beber muito (de graça), se mostrar pegador, mostrar o corpão, etc. Deprimente.

Mas nem tudo está perdido. Para que ninguém fique desesperado achando que o evento não abrange diversão e que deve ser sério como um velório, separei aqui algumas dicas. Aproveitem!

Roupas

Existe alguma necessidade de mostrar as roupas mais exóticas do seu guarda-roupas para o pessoal do trabalho? Pra não errar, é interessante atentar para o horário, local da confraternização e para a orientação de vestimenta que deveria estar contida no convite. Se não estiver, observe as dicas abaixo.

Você sabe qual é a diferença entre trajes esporte fino, social e de gala? Clica aqui e descubra!

Eventos em locais abertos geralmente não pedem formalidade na vestimenta. Mas por mais que o evento seja um churrasco em pleno domingão (mais informal do que isso, impossível), deixe a sainha curta, a blusinha decotada e aquela regata SUPER confortável para quando você for para o clube com a sua família.

Bermuda e camiseta (apenas se o evento for diurno) ou calça jeans e camiseta são ótimas opções para homens. Tudo sempre muito bem lavado e passado, né? E vamos deixar a camisa do time de futebol pro boteco com os amigos.

Para as mulheres, vestidos ou saias na altura do joelho ou abaixo (nunca acima!), bermudas ou calças combinadas com blusas (nada de barriga de fora ou roupa muito justa ao corpo) são boas opções. Shorts ou saias curtas, nunca. Decote ou costas nuas, nem pensar. Para eventos diurnos, tecidos mais leves. Para os eventos noturnos, vale apostar em um pouco (mas muito pouco) de brilho. Tome sempre cuidado para não exagerar nas jóias, bijuterias e maquiagem. Bom senso SEMPRE.

Os eventos mais formais, como jantares e coquetéis, exigem formalidade na vestimenta. Para os homens, calça social e camisa. Dependendo da ocasião, o terno é válido. Para mulheres, roupas de alfaiataria, com cortes clássicos, também. O jeans fica em casa pro fim se semana, ta? Dificilmente um evento de confraternização da empresa vai exigir aquele traje

Bebidas

Gosta de beber? Excelente. O pai de um amigo meu, alcoólatra “limpo” há mais de 20 anos, diz que quem sabe beber bebe a vida inteira. Quem não sabe…

Essa não vai ser a primeira nem a última oportunidade que você vai ter ao longo da sua vida para tomar cerveja, vinho, ou qualquer coisa que estejam servindo. Limite-se a poucos copos ou taças (dois a quatro, dependendo da sua tolerância). E que uma seja a do brinde da noite. Você não quer ser a piada da empresa na segunda-feira, certo? Então nesse caso menos é sempre mais.

Se você estiver com MUITA vontade de beber e não quiser passar a noite em branco nesse quesito, faça-o depois da confraternização, em outro lugar, com seus amigos.

Danças

Não é proibido dançar nas confraternizações. Afinal, se existe na festa uma pista de dança com uma banda ou DJ, a idéia é essa mesmo.

Dance, mas lembre-se que seu objetivo não é o troféu da dançarino da noite. Não é todo mudno que quer saber que as suas aulas de dança de salão estão dando muito certo e que você consegue levantar sua namorada acima da sua cintura, rodopiá-la ou qualquer coisa do gênero.

E por favor, não dance funk até o chão. Se pode ser vulgar até na balada, que dirá na frente dos seus colegas de trabalho que precisarão te encarar com seriedade na próxima semana.

Lembre-se que hoje em dia todo mundo tem celular com câmeras hoje e posteriormente você não quer ser visto no YouTube fazendo coisas que poderiam te deixar extremamente embaraçado perante o alto escalão da empresa.

-

Haja sempre com cautela, afinal, essa festa é uma extensão do seu trabalho. No próximo texto, que sai ainda essa semana, vamos abordar alguns outros aspectos complementares das festas de final de ano.

About The Author

Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade de Brasília (UnB), atua nas áreas de gestão da qualidade e gestão da informação desde 2006. Interesse em gerência de projetos, gestão do conhecimento, sistemas de gestão da qualidade, biblioteconomia, restauração de documentos e (claro!) livros e literatura. Muito abrangente? É o poder do profissional bibliotecário, que funciona de A a Z.

  • http://www.betoveiga.com Beto Veiga

    Olá, Talita,
    Muito legal o texto, além de útil a quem ainda não tem "experiência" nesses eventos semi-informais.
    Parabens!

  • Leonardo Simões

    Talita,

    Poucas vezes me deparei com um texto tão bem escrito: praticidade, bom-humor e ritmo impecável. Parabéns!

    Esse artigo dá no show no que você citou como referência.
    Gravei no favoritos para revisitá-lo sempre que necessário.

    Att,

    Leonardo Simões