Voltamos! Hoje nós vamos continuar a falar sobre as boas práticas de comportamento nas celebrações de fim de ano das empresas e vamos entrar em alguns assuntos bem delicados. Lembre-se que o objetivo aqui é orientar a nossa postura para evitar aquelas situações que, de tão ridículas, podem ser lembradas por anos pelo pessoal da empresa. Já ouvi muitos casos sobre as festas de final de ano que passaram de “geração em geração” da empresa e eu não gostaria de ser a protagonista de nenhum deles!

Vamos lá?

Romance

festa-final-de-ano-02Ok, assunto bem delicado. Romances entre pessoas da mesma empresa dificilmente dão certo, são sempre um prato cheio para fofocas e aborrecimentos. Mas se você deu a volta por cima e namora firme alguém da empresa de uma forma que tenha dado certo, parabéns. Só lembre que o seu chefe não quer ver ninguém se agarrando bem no meio da pista de dança. Nem seu chefe, nem seus colegas. A dica também vale para quando você levar um acompanhante às festas.

Não há nenhum problema em andar de mãos dadas, dar um ou outro beijo discreto desde que seja curto e ocasional. Vocês tem muito tempo pela frente para ficar juntos, lembre-se disso e não vá com muita sede ao pote.

Também é importante apresentar seu acompanhante aos seus colegas de trabalho e até mesmo ao chefe.

Ah sim, deu vontade de tentar algo com alguém da empresa no evento? Esqueça. Marque um encontro pra outro dia ou saiam do evento para outro lugar.

Conversas

Bom, a idéia do evento é justamente essa. Só tome cuidado para não fazer seus colegas de terapeutas. Não é porque vocês estão fora do ambiente de trabalho que as conversas podem seguir qualquer rumo. Deixe suas mágoas e problemas guardados para a ocasião correta. Mantenha as conversas leves e descontraídas, nada de falar das grandes fomes e secas do mundo.

Ah sim, outro ponto importante. Os assuntos sérios de trabalhos não devem ser levantados nem tratados durante evento para que ninguém se sinta desconfortável ou com a sensação de estar trabalhando. Lembre-se que a idéia é se descontrair e compartilhar os bons resultados da empresa, resultados esses que você ajudou a construir.

Críticas

Não critique nada do evento. Absolutamente nada. Finja que tudo está perfeito aos seus olhos. Por agora, esqueça as até as críticas construtivas. Acredite que os organizadores fizeram o que puderam para que tudo coubesse no orçamento e satisfizesse os desejos da presidência, das diretorias e dos colaboradores em geral.

A comida é ótima. A bebida está gelada. A música é agradável. As pessoas estão lindas. Ponto final. Mesmo que não seja verdade. Não há nada mais desagradável do que estar do lado de uma pessoa que fica criticando tudo à sua volta. Isso sem contar que a sua opinião pode ser completamente diferente da opinião da pessoa do seu lado ou pior, a pessoa do seu lado foi quem organizou ou quem pagou a festa. Você não quer ser pego por um diretor ou pelo seu chefe numa situação dessas, certo?

Dica final

 

Haja como se a confraternização fosse uma extensão do seu trabalho, porque é isso que ela é. Todos esperam ver em você a mesmíssima pessoa que veem todos os dias no trabalho. Não seja alguém muito diferente, pois o efeito pode ser bem desagradável.

Mantenha-se arrumado, com boa postura, boas conversas, e a sua participação no evento da empresa vai ser o maior sucesso!

Boas festas! =D

About The Author

Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade de Brasília (UnB), atua nas áreas de gestão da qualidade e gestão da informação desde 2006. Interesse em gerência de projetos, gestão do conhecimento, sistemas de gestão da qualidade, biblioteconomia, restauração de documentos e (claro!) livros e literatura. Muito abrangente? É o poder do profissional bibliotecário, que funciona de A a Z.

Related Posts