Escrever bem faz diferença.

escrita-livroQuando a idéia do Produzindo.net ainda estava na minha cabeça, o meu grande empecilho para criar o blog era não saber se eu escrevia bem ou mal. Mas como nunca me deixei abater por medo ou pelo constrangimento causado por um erro (toco violão e guitarra e já errei várias vezes em apresentações), resolvi seguir em frente e aprender com os erros que poderia vir a cometer.

Pesquisando textos sobre como escrever bem, achei dicas de vários autores famosos e resolvi criar um artigo que estava engavetado até hoje. Quem quer começar a escrever de maneira a fazer o leitor entender de fato o que ta escrito vai se beneficiar muito das dicas dos autores abaixo. Vamos lá?

George Orwell

Esse é o autor de grandes obras tal como “1984” (livro que inspirou o conceito “Big Brother”) e “A revolução dos bichos”. No ano de 1946, Orwell escreveu um texto dando sugestões para melhorar o uso da língua nas publicações da época. Mesmo sendo “velhas”, as dicas são perfeitamente aplicáveis nos textos produzidos até hoje.

Se você escreve com freqüência para algum lugar, vale a pena ler as dicas abaixo.

  1. Nunca use chavões, metáforas ou outras figuras de linguagem que você esteja acostumado a ver na imprensa.
  2. Nunca use uma palavra longa onde uma curta é suficiente.
  3. Se for possível cortar uma palavra, sempre a corte.
  4. Nunca use a voz passiva se puder usar a ativa.
  5. Nunca use uma frase estrangeira, um termo científico ou um jargão se você consegue pensar em um equivalente comum.
  6. Quebre qualquer destas regras antes de escrever alguma barbaridade.

Ernest Hemingway

Ganhador do prêmio Pulitzer de 1953 com a obra “The Old Man and the Sea” e posteriormente ganhador do prêmio Nobel de literatura em 1954, Ernest Hemingway é uma das grandes figuras literárias da história.

Essa importante figura nos deixou importantes dicas para escrevermos melhor. Veja abaixo:

  1. Use frases curtas
    Hemingway era famoso pelo seu estilo minimalista que dispensava floreios e ia direto ao ponto. Um grande exemplo disso pode ser visto quando ele foi desafiado a contar uma história com apenas seis palavras. O resultado foi: “For sale: baby shoes, never used” (traduzindo… Para venda: sapato de bebês, nunca usados). Isso é genialidade…
  2. Inicie com um parágrafo curto
    Veja a abertura deste artigo.
  3. Escreva com vigor
    Seja vigoroso quando transmitir as suas idéias. Nenhum leitor continua lendo ou lembra um texto que não o convenceu das suas idéias.
  4. Escreva positivamente
    Hemingway não era uma pessoa muito positiva. Então o que significa ser positivo? Bem, você conhece a história do copo cheio e do copo vazio?  Se sim, a idéia é parecida: passe a descrever o que as coisas são, e não o que elas não são.
  5. Saiba separar o joio do trigo
    Hemingway disse: “Eu escrevo uma obra de arte para cada 90 textos horríveis”. Saiba reconhecer o que é bom e o que é ruim, descartando o que não for do agrado (ou refazendo).

Stephen King

Conhecido pelos vários best-sellers de horror, autor de mais de 200 obras e ganhador do prêmio National Foundation dos EUA, Stephen King é amplamente conhecido no meio literário.

Baseando-se na auto-biografia desse famoso autor, o blog Positivity publicou um artigo com 7 dicas para escrever melhor.

  1. Vá direto ao ponto
    Não desperdice o tempo do seu leitor com longas introduções ou adendos, ao invés disso vá direto ao ponto.
  2. Escreva um rascunho e o deixe descansando
    King recomenda que você escreva um rascunho e o deixe descansando por um tempo. A quantidade de tempo varia para cada pessoa, mas a idéia aqui é desvincular a sua cabeça do que foi escrito e esquecer o texto um tempo para que depois, quando você for ler denovo, você tenha uma visão parecida com a que o leitor terá quando ler o texto pela primeira vez. Assim você aumenta as chances de descobrir uma maior quantidade de falhas e corrigi-las.
  3. Corte o seu texto
    Tente remover palavras e sentenças desnecessárias no seu texto. Essa idéia vem de uma rejeição que King teve no início da carreira por ter um texto muito longo com muita “gordura”. Mas tome cuidado também para não remover coisas demais e causar o efeito inverso.
  4. Não se preocupe muito com o que os outros podem pensar
    Cada pessoa que ler o seu texto vai ter uma opinião diferente sobre o que você escreveu. Uns vão gostar, outros odiar, outros até confundir a ficção com a realidade. Saiba absorver as críticas construtivas e ignorar os comentários que não te ajudam em nada.
  5. Leia muito
    Quanto mais você lê, mais informações você absorve tanto relativas ao mundo à sua volta quanto à maneiras de se escrever. Se você escreve, ler regularmente irá fazer você absorver aspectos de vários autores que farão a sua identidade como autor. Ler também expande os seus horizontes e aumenta o seu conhecimento sobre o mundo. LEIA MUITO!
  6. Escreva muito
    Para escrever bem, você obviamente tem que escrever bastante. A prática leva sempre à textos melhores.

Depois que comecei esse blog, descobri que escrever era mais fácil do que eu imaginava e que a qualidade dos textos que eu produzia ia melhorando com o tempo. Mas o quê eu fiz para melhorar? Basicamente o que está escrito aí em cima.

Cada um tem a sua forma de escrever. Mas sempre podemos buscar melhorar e as dicas acima foram de grande ajuda pra mim e para a qualidade dos meus textos. Espero que elas ajudem a todos tanto quanto me ajudaram…

Fontes de pesquisa: Positivity / Lifehack / Copyblogger / Efetividade

About The Author

Empresário (CEO da agência de comunicação PIBIT) e consultor de tecnologia da informação e comunicação digital, é o fundador e editor do blog Produzindo.net. Se dedica a essa atividade pela paixão que tem pelo lema que tomou para a sua vida: “aprender para ensinar”.

4 Responses

  1. Daniel Accorsi

    Sobre a segunda dica de Stephen King, interessante que isso posso confirmar com toda certeza que funciona muito bem. Talvez seja a melhor de todas as dicas, coloco em prática em muitos posts do blog (outrs não dá tempo hehe ;) ). Eu mesmo escrevi sobre isso um certo dia, com dicas para “cozinhar seu texto”… Deixe ele lá, cozinhando até ficar no ponto :). Recomendo!

    Abração!!

  2. Daniel Fernandes

    A segunda dica do genial Stephen King é a melhor, acomodar o texto e depois de um tempo retoma-lo é uma maneira de rever os conceitos posto no papel e lapida-los para tornar a idéia de fácil intendimento ao publico.

    Ótimo post !

  3. Pâmela

    Amei…a segunda idéia deste teceiro…prático mt ..
    é mt interessante e dá certo…vêmos nosso texto como veriamos os dos outros se estivessem errados…amei..mt obrigada, foi de grande ajuda

    By:Pâmela =D