Na primeira parte deste artigo, falei um pouco sobre o gerenciamento eficiente de informações, apresentando o Evernote e explicando por que ele é a melhor ferramenta que temos hoje para realizar essa atividade.

Hoje continuarei neste mesmo tema, porém como uma abordagem mais prática: dicas de uso do Evernote no dia-a-dia. Saiba que é possível usar seu dispositivo móvel como um grande aliado na hora de capturar e resgatar informações!

Livros para ler

Todos nós temos uma “lista mental” de livros que gostaríamos de ler. Ou então, anotamos num pedaço de papel dados de um livro que nos interessou… e nunca mais vamos atrás dele. Dica: crie um bloco de notas no Evernote chamado “livros para ler” e salve lá fotos de capas de livros, páginas da web, resenhas de jornais e revistas, etc. Você terá uma única lista concisa que facilitará muito na hora de passar por uma livraria, comprar em lojas online e aproveitar promoções.

Artigos para ler

Para não atrapalhar sua produtividade no trabalho, sempre que se deparar com um artigo ou notícia interessante na web, capture a página e salve num bloco de notas específico, chamado “ler” ou “a ler”. Interrupções nos custam caro em termos de tempo, pois levamos precisos minutos para recuperar o “fio da meada”. No final da tarde, ou no começo do dia seguinte, aproveite para ler tudo o que ficou reservado. Dica: se você tem um tablet, aproveite e desfrute do momento em sua poltrona favorita, acompanhado de uma bela caneca de chá ou café.

Trabalhos escolares

Está fazendo um trabalho escolar ou acadêmico? Crie um bloco de notas só para ele e salve todo seu material de pesquisa. Além de se ganhar tempo na hora de acessar as informações, lembre-se que o Evernote é ubíquo: nos computadores da faculdade ou em qualquer outro lugar, você terá acesso a elas. Basta um navegador.

Recortes de revistas

Minha avó gostava de colecionar revistas de crochê. Mas e na hora de achar o molde daquele casaquinho para bebê visto anos atrás? Se você gosta de uma publicação, revista, jornal, blog ou website, crie um bloco de notas só para ele e use as tags para identificar o tema e facilitar as buscas. Seu colunista ou escritor favorito também pode ganhar um bloco próprio, o que tornará simples os ato de reler os melhores artigos.

Cartões de visita

Não sabe o que fazer com aquela pilha de cartões de visita na gaveta ou na caixa de sapatos? Fotografe-os com a câmera do celular e salve no Evernote. Crie um bloco de notas só para cartões de visita. Buscar por alguém depois, mesmo que não se lembre do nome (por exemplo, apenas a empresa), é questão de segundos até encontrá-lo.

Cosméticos

Eu tenho um inventário dos meus cosméticos, para saber o que tenho, o que não tenho e o que está no fim. As compras ficam inteligentes, pois compro só o que efetivamente preciso e aproveito promoções. Mas também tenho uma lista de compras que monto gradualmente, para aproveitar a próxima ida ao exterior e não esquecer dos meus cremes importados favoritos.

Sugestões de presentes

Chega uma data festiva e é sempre a mesma coisa. O que comprar? Porém, longe destas datas, acontece de acidentalmente encontrarmos algo que possa ser interessante para presentear alguém. Fotografe e salve num bloco chamado “sugestões de presentes”. O GPS do celular se encarregará de ajudá-lo a achar a loja depois.

Receitas

Além de ter um bloco de notas só para receitas, gosto de colocar nas tags os principais ingredientes. Assim, se eu tiver frango em casa e quiser uma receita em que possa aproveitá-lo, basta procurar pela tag “frango”. Isso é ótimo também para receitas com frutas de época. Aqui em casa, em época de caqui, é uma festa. Merengue de caqui, iogurte de caqui, bolo de caqui…

Checklists

Tenho um bloco de notas chamado “checklists” onde guardo listas. Lista de viagens de lazer, de viagem a negócios, de viagem internacional, de aplicativos para baixar, de itens da minha bolsa da academia, lista básica de supermercado e de feira, e muito mais.

Prontuário médico

Nada me ajudou mais no período que fiquei gravemente enferma ano passado do que meu bloco de notas “prontuário médico”. Escaneei cada exame, cada receita, e fiz anotações de cada visita médica. Continuo guardando o andamento da minha saúde ali. Dica: crie um bloco de notas para cada membro da sua família. Ficará muito mais fácil acompanhar retornos ao pediatra, ao dentista, e até ter um controle de todos os medicamentos já tomados. E durante alguma consulta, se quiser checar alguma informação antiga, é só sacar o smartphone do bolso.

Filmes para ver

Funciona exatamente como o “livros para ler”. Só que ali vão resenhas de filmes interessantes, capas de DVDs ou mesmo uma anotação à mão de um filme que um amigo recomendou. Quando você estiver na porta do cinema ou da locadora, é só checar o smartphone.

Lugares para ir

Como adoro viajar, sempre que encontro na web alguma exposição, restaurante ou atração interessante, salvo neste bloco de notas. Nas tags, coloco o nome da cidade. Quando chego lá, já sei exatamente onde quero ir.

Livros lidos

É para onde migro as notas do bloco “livros para ler” depois que os li. Mas frequentemente mudo a anotação, adicionando minhas próprias impressões e resumos.

Rascunhos de posts

Rascunhos de posts de blogs e colunas que escrevo possuem uma pasta própria para cada publicação. É lá que jogo idéias, mind-maps e onde nascem as primeiras frases dos artigos. A qualquer momento, posso pegar meu laptop, tablet ou smartphone e trabalhar num texto em andamento.

Notas fiscais

Notas fiscais e garantias, nunca se sabe quando se precisará delas. Guardo-as também fisicamente numa pasta em meu armário, mas antes sempre procuro no Evernote para checar datas de compras, endereços de assistências técnicas e até manual de instruções.

Curriculum

Certificados de cursos são escaneados e salvos nesta pasta. Quem tem Lattes pode usá-la para guardar documentos comprobatórios de cursos, artigos escritos, etc.

Talvez/um dia…

Eletrodomésticos, utensílios interessantes, projetos para o futuro, idéias malucas… tudo o que não tem data para acontecer mas que pode ser interessante no futuro, vão para esta pasta.

Arquivo

Tudo o que não cabe nas outras categorias vai para uma categoria chamada simplesmente de “arquivo”. Nunca tive problemas para achar nada, graças ao poderoso mecanismo de buscas do Evernote, que nunca me deixou na mão, e à utilização dos tags.

E vocês? Que dica de uso do Evernote tem para compartilhar conosco?

16 Responses

  1. Bernardo Pina

    Eu sou usuário do Evernote há alguns anos, mas somente recentemente eu descobri como usá-lo com eficiência. Desde então, separei vários blocos de notas para me organizar, inclusive vários deles são citados nesse texto.

    Contudo, ainda tem outros que não foram citados e vale a pena deixar aqui como complemento. =)

    Trabalho/Reuniões

    Eu tenho um bloco de notas chamado “Trabalho” onde armazeno informações gerais sobre os projetos que trabalho, reuniões, fotos de desenhos em quadros, etc. É BEM útil.=)

    Músicas

    Eu toco violão e guitarra, e volta e meia me esbarro em uma música que eu gosto muito de tocar. Eu descubro qual é a cifra e a salvo em um bloco de notas chamado “Músicas”. Em cada música, coloco ainda a nota que ela está cifrada e o ritmo (rock, blues, pop, etc) nos tags para facilitar na hora de buscar.

    Livros

    Bem, quem me acompanha no Twitter sabe que estou no processo de criação de alguns livros. Eu tenho um bloco de notas chamado “Livros” aonde coloco idéias, textos que utilizo para me inspirar, mapas mentais, fotos de livros para guardar idéias de editoração, etc.

  2. Adrien Cardoso

    Ainda tenho dificuldade de organizar as notas, em geral tenho um monte de coisas jogadas lá.

    Mas desde que comecei a brincar com o Springpad eu quase não tenho usado o Evernote. Não sei se foi graças ao app p/ Android que é superior ao do Evernote e não precisa ser premium, ou o fato de ser mais rápido.

    Talvez a interface.

    Mas de qualquer forma, as dicas dadas servem também para aplicação no Springpad.

  3. Vinicius

    Eu uso o Yojimbo, mas depois deste artigo vou tentar o Evernote. A vantagem é ser multiplataforma, que o Yojimbo não é. Obrigado pela dica!

  4. Bruno

    Eu conheço o Evernote desde o primeiro cometário que a Bia fez sobre ele. Entretanto eu nunca consegui colocá-lo no meu dia a dia, assim como consegui com o dropbox, 4shared, mecanto, organizze e as ferramentas do google.
    Não sei bem o motivo de não conseguir já que tenho minha vida toda praticamente nas nuvens.
    A um ano deixei de usar caderno na faculdade (e olha que faço engenharia) só levo o netbook e o iPhone.
    Nesse semestre vou tentar seguir as dicas da Bia e ver se consigo fazer do Evernote uma ferramente que me ajude no dia a dia.

  5. Caetano Brasil

    Pra mim o segredo do Evernote está nos tags, addons p/ navegadores e as mil formas de capturar imagens.
    Os tags são a base, alguém me diz “escuta o disco X do Miles Davis”, eu anoto o nome e uso o tag “música”.
    Vi um livro legal na livraria, tiro uma foto da capa e o tag “livro”. Às vezes acrescento + de 1 tag, como “fotografia”, se for este o tema do livro.
    Só a foto, só o nome do disco, seriam notas perdidas sem o tag, pois se eu buscar “música” não encontraria a sugestão recebida sem o tag.

  6. Adilson Casas

    Putz, gostei demaiiiiiis da bagaça!!!!
    Já usava (muito) o app GDocs (Android) – funciona de forma muito similar – editor de notas offline com sincronização com o Google Docs : muito bom…
    Mas o Evernote é melhor.
    o GDocs obriga vc a ter uma conta no Google Docs (tudo bem pra mim que uso o gmail mesmo), mas não se pode colocar imagens, vídeos, etc e – principalmente – não copia página da web : achei isso muito massa. Eu uso o Firefox no PC e Dolphin HD no Android – só Add-on do evernote para FF, mas tenho “ReadItLater” nos dois Dolphin e FF, então se preciso de um site visualizado no Android eu “salvo” ele via “RiL” e gero evernote depois quando estou no PC.
    Produtividade em alta, obrigado pela dica.
    Adilson.

  7. Heitor

    Há um tempo atrás eu havia instalado o Evernote o meu Android, pra testar e me ajudar a organizar essas anotações corriqueiras que fazemos, mas a versão free é simplesmente horrível, além de quê o app estava cheio de bugs.
    Depois disso comecei a usar o Springpad, que é totalmente grátis, e me dou muito bem com ele, só sinto falta de uma melhor integração com o Opera, pois ele só funciona 100% no Firefox e Chrome, mas o app é MUITO bom, rápido e prático.

  8. Helder

    Bia, eu usava o Evernote, mas depois que conheci o Springpad, larguei de mão o Evernote.
    Springpad é muito superior e não tem limites mesmo p/ quem não é premium.

  9. Victor Igor Carvalho de Oliveira

    Usu o Evernote na minha vida de estudante! trabalhos , atividades, provas tudo anoto nele!!! mas tem horas que as professoras enchem o saco para não usá-lo, pois está amarradas aquelas antigas agendas da Hello Kit e da Hothellws….

  10. Maria Lucia R Bueno

    Bia, esse post é 10! Nunca vi nada parecido. Adorei! Acho que agora definitivamente vou conseguir me organizar. Parabens mais uma vez. Bjs.

  11. Bernardo Pina

    Meu pai é presidente de uma associação e quando descobriu o poder do Evernote (com esses textos da Bia), pirou!

    Nesses dias ele tem pesquisado algumas formas eficientes pra se organizar na ferramenta e tem conseguido ótimos resultados. Eu já uso e gosto há bastante tempo, mas vou dar uma olhada nesse Springpad para ver como é…

  12. Luis

    Bom artigo. Só para esclarecer uma coisa, você cria um bloco de notas para cada um desses itens acima? Ou coloca tudo no bloco de notas principal e coloca esses temas como tags? Qual é a vantagem de fazer a separação por blocos de notas ou por tags?

    Ando meio atrapalhado com isso…

    • Bernardo Pina

      Bem, o que eu entendi é que as idéias do texto são para blocos de notas. Citando dois exemplos, podemos pensar da seguinte forma:

      1) Recortes de revistas seria o bloco de notas e tags pertinentes seriam o assunto que trata o recorte (Negócios, Agronomia, Fofocas, Charges, etc.).

      2) Receitas seria o bloco de notas e tags pertinentes seriam o tipo de comida (massas, carnes, risotos, sobremesas, etc.), comida doce ou salgada, etc.

      Pelo menos é a forma que eu faço com alguns dos itens citados e faria com outros, caso fosse usar. =)

    • Bia Kunze

      Luis, eu uso bloco de notas ao invés de tags, para facilitar o sync com apps que se integram ao Evernote. Além disso, em conta Premium, dá para escolher blocos de notas para se ter offline no smartphone.

  13. Leonardo S. Rocha

    Muito boas as suas dicas!! Nada melhor do que ser organizado para ter menos problemas no dia-a-dia, não? hehe Parabéns, Bia!