A internet trouxe muitos benefícios para o trabalho de escritório, mas um deles é muito bacana: a não necessidade da presença física do profissional para desenvolver um trabalho. Em outras palavras, alguns tipos de trabalho você pode fazer de qualquer computador com internet e enviar por email, seja da sua casa, do escritório, de uma lanhouse ou até de seu notebook em uma cafeteria.

Isso impulsionou bastante a consolidação de profissionais autônomos e freelancers, que podem fazer um trabalho pontual para sua empresa em alguma área. E estes trabalhadores muitas vezes desempenham seus trabalhos até mesmo de suas casas, para diminuir custos com infraestrutura.

Mas a pergunta que não quer calar é a seguinte: “Será que dá certo trabalhar em casa?”

Sim, dá, mas exige alguns cuidados especiais.

1. Tenha seu escritório em casa

Não adianta tentar trabalhar atirado na cama com o notebook no colo. Você até pode conseguir trabalhar, mas vai render muito menos do que se estiver sentado na mesa da sala (com a TV desligada). Isso acontece porque na cama é seu momento de descanso, não de trabalho, então sua cabeça está mais relaxada do que preocupada com sua atividade profissional. O ideal é escolher um lugar específico em sua casa onde você vai colocar seu computador somente para trabalhar. Com o tempo, você vai condicionar sua mente para sempre que estiver ali, será somente para fazer um trabalho. Assim você vai render bem mais, acredite.

2. Em casa ou no escritório, prepare-se para trabalhar

Quando você está numa sala de trabalho, você coloca na cabeça que está ali tão somente para desempenhar uma função. Se você está em casa, sua cabeça está preparada para relaxar, curtir e fazer algum lazer – e é preciso eliminar isso. Uma dica meio engraçada é tomar um banho e se vestir como se fosse para o escritório (calça, camisa, sapato). Muita gente utiliza essa técnica para se condicionar mentalmente, e isso funciona de verdade. 

3. Não arranje pretexto para não trabalhar

É comum quem trabalha em casa fazer certas pausas, digamos, incomuns no trabalho. É a cama que ficou desarrumada, a louça que não foi lavada, um lanchinho que você faz… A verdade é que isso acontece quando o profissional não está a fim de trabalhar, e fica arranjando coisas para fazer. Para se testar, faça a seguinte pergunta: se eu não tivesse que trabalhar, eu estaria fazendo isso? Aí você vai ver que está mesmo só enrolando.

4. Saiba lidar com as interrupções

No escritório ou em casa, haverão sempre interrupções. Se você está trabalhando em casa e mora com outras pessoas, haverá uma boa possibilidade de ser interrompido por eles por diversos motivos. Algo que muitas pessoas fazem é instaurar a cultura do trabalho em casa, pedindo às pessoas que moram com você para respeitarem o seu momento de trabalho.

Como? Bem, se você usar a primeira dica que dei nesse texto e separar um lugar específico da sua casa para trabalhar, avise a todas as pessoas que moram com você que não interrompam o seu trabalho quando você estiver lá. Ou seja, se, por exemplo, sua mulher vir que você está sentado na mesa da sala com o notebook ligado, ela não irá lá conversar baboseiras com você, pois saberá que você está trabalhando.

5. Tenha as ferramentas necessárias para o trabalho

Não adianta querer trabalhar em casa se seu computador é um 486 e sua internet ainda faz aqueles barulhos engraçados na conexão discada. Você não vai render nada e ainda vai se irritar com a falta de recursos. Se puder, compre um computador bom e contrate um bom serviço de internet. Você estará gastando dinheiro para ganhar dinheiro, então não é gasto, mas sim um investimento.

6. “Conhece-te a ti mesmo”

Cada pessoa tem um jeito de trabalhar. Uns rendem mais à noite, outros rendem de manhã e outros de tarde. Com o tempo na função, você vai se conhecer melhor como profissional e ver que tipo de funções você desempenha melhor e em que períodos. O mais importante de tudo quando trabalha em casa é cumprir os prazos dos clientes, pois isso demonstra organização e profissionalismo, algo que garante muita credibilidade a um autônomo e/ou freelancer.

Em casa ou num escritório, a responsabilidade é a mesma. Então o comprometimento profissional também deve ser o mesmo. Bom trabalho!

About The Author

Graduando em Relações Públicas pela UFRGS, trabalhou por dois anos na assessoria de comunicação da CAIXARS, com foco em relacionamento com a imprensa e comunicação interna. Hoje atua como produtor de conteúdo da EZUK Mkt Internet (Porto Alegre) e desenvolve trabalhos externos na área de desenvolvimento de conteúdo, estratégias de marketing digital e planejamento de comunicação. Além disso, é editor do blog Tiro-Livre.

One Response

  1. Danielly

    Prabens, muito bom o post!
    Quando vc trabalha em casa tem que agir com profissionalismo, levar a sério, como se estivesse trabalhando em uma empresa de terceiros pois senão alguns fatores podem atrapalhar seu desempenho sem você mesmo perceber.
    Tenho 22 anos e hoje estou desempregada, encontrei um serviço honesto e seguro para fazer em casa e trato meus negócios com profissionalismo, não importa se estou cansada, triste, com raiva, ou qualquer outra coisa.
    Se queremos ter sucesso, devemos agir assim, tenho obtido bons resultados.
    Caso alguém queira conhecer o trabalho que faço segue o site da empresa

    Caso alguem queira saber que tipo de trabalho faço em casa segue eu e-mail

    daniellypacheco14@hotmail.com