Se você visse uma prateleira com 30 marcas diferentes de refrigerante, como escolheria sua bebida? O mais comum é ir diferenciando uns dos outros, seja por quantidade, preço, qualidade, sabor, e escolher o que melhor se adapta à sua vontade.

Muitos empreendedores não param para pensar que seu produto tem de ter um diferencial para ser escolhido. É importante ter em mente que se ele for igual a todos os outros, tanto faz comprarem a sua marca ou a marca do concorrente. Uma forma de se destacar é inovar.

Inovar não é tecnologia, como todo mundo pensa. Inovar é simplesmente saber fazer diferente. Se for refrigerante, pode ser um sabor único, formato de garrafa, cor do produto. A inovação está muito mais atrelada à concepção de uma nova ideia do que em investir milhões em uma tecnologia de ponta. Ou vai dizer que um refrigerante num barril não ia, no mínimo, instigar a sua curiosidade?

Para se destacar, basta inovar no mais simples. Fugir do comum.

E meu produto vai ser consumido?

O primeiro impulso que dá embasamento para a compra é a necessidade do cliente. No momento que uma pessoa consome algum produto, ela precisa daquele produto. A pessoa compra pão porque tem fome. O homem compra um carro porque precisa se locomover com comodidade (ou pelo menos pensa isso).

Mas se o meu produto não existe, quer dizer que não há necessidade dele? Depende. As pessoas podem não reivindicar por nem imaginarem a possibilidade dele existir.

Um exemplo disso são as máquinas de fazer pão, que fazem centenas de pessoas tomarem café com pão quentinho sem ter de ir até a padaria de manhã cedo para saciarem a sua vontade. Em outras palavras, as máquinas de fazer pães agregaram comodidade à necessidade de comer pão quentinho no café da manhã.

Para se diferenciar, pegue uma necessidade já existente e agregue um diferencial a ela.

Cuidados ao inovar

Não basta querer fazer diferente. A inovação não é pegar e simplesmente chutar o balde. Seguem algumas dicas de pontos importantes a serem estudados quando for inovar:

  • Seja prudente. Não adianta ir aos trancos e barrancos. Você deve sempre ver os dois lados da moeda antes de partir para o novo.
  • Conheça o mercado. O perfil de consumo passa por constantes alterações e tendências. Conhece-las é estar um passo na frente da concorrência e é a chave para agregar novidade ao seu produto.
  • Confie no seu produto. Você precisa confiar que a sua inovação vai dar certo, ter coragem de fazer diferente. Se estiver inseguro, repense sua ação e tente daqui um tempo.

A inovação é tão relevante para o desenvolvimento do mercado que já existe até curso universitário sobre o assunto. A universidade gaúcha Unisinos, por exemplo, criou a graduação em Administração com foco em Gestão para Inovação e Liderança (GIL). Para os gaúchos de plantão, é uma boa pedida, pois o curso propõe formar você justamente no que você precisa: ter o seu diferencial. Se você se interessar, esse vídeo institucional traz algumas ideias bem curiosas sobre inovação, vale a pena ver.

About The Author

Graduando em Relações Públicas pela UFRGS, trabalhou por dois anos na assessoria de comunicação da CAIXARS, com foco em relacionamento com a imprensa e comunicação interna. Hoje atua como produtor de conteúdo da EZUK Mkt Internet (Porto Alegre) e desenvolve trabalhos externos na área de desenvolvimento de conteúdo, estratégias de marketing digital e planejamento de comunicação. Além disso, é editor do blog Tiro-Livre.