Recebi um release da FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) falando sobre uma campanha bem legal que eles tão fazendo, chamada Dieta do Impostão. O slogan da campanha é o título desse post (“Menos impostos. Mais dos impostos.”) e como a vida de todos nós é fortemente influenciada pela alta carga tributária que nós pagamos, achei interessante divulgar a iniciativa aqui no blog.

A idéia toda gira em torno de uma campanha contra a alta carga tributária que existe no Brasil, pedindo a participação de todos nós para ganhar mais força. É incrível pensar que nós trabalhamos cerca de cinco meses do ano apenas para pagar impostos, o que totaliza mais de um trilhão de reais pagos diretamente ao nosso governo. Eu sinceramente não me importaria em pagar tudo isso se eu pelo menos visse os resultados aplicados à educação, saúde, infraestrutura, etc. Mas… Aonde esse dinheiro vai parar? No sistema de saúde de grande parte dos municípios brasileiros é que não é. Na educação, nem se fala.

A intenção principal da campanha é demonstrar, com exemplos práticos, o quanto de impostos está contido em cada produto que consumimos. É importante ressaltar que a campanha não é contra os impostos, mas sim contra o excesso deles e a sua má utilização.

Portanto, convocamos todos os nossos leitores a entrar na discussão e assinar o abaixo assinado para que os novos políticos que sejam eleitos, trabalhem de fato na reforma tributária que a tanto tempo nos é prometida. Nesse momento, já temos mais de seis mil assinaturas e precisamos de muito mais se quisermos realmente fazer algum barulho. Faça a sua parte, clique aqui para acessar o site da campanha e assinar o abaixo assinado. Eu já assinei.

About The Author

Empresário (CEO da agência de comunicação PIBIT) e consultor de tecnologia da informação e comunicação digital, é o fundador e editor do blog Produzindo.net. Se dedica a essa atividade pela paixão que tem pelo lema que tomou para a sua vida: “aprender para ensinar”.

3 Responses

  1. Marcelo Rocha

    Olá Bernardo.
    Realmente pagamos muitos impostos e todos os dias criam-se novos projetos de lei a todo os níveis, municipal, estadual e federal, para arrecadarem mais dinheiro para os cofres “públicos” (gostaria de saber quem é o publico destes cofres?)hehehehe
    Ironias aparte, uma forma de acompanharmos a utilização das verbas federais, pode ser através do site: http://www.portaldatransparencia.gov.br/
    no item convênios por estado, vc seleciona o seu estado e depois o municipio de sua escolha e ai vc tem uma listagem das verbas destinadas para cada municipio.
    Clicando sobre o numero da verba vc ira ter um descritivo dos valores e da data das remessas e o destinatário da mesma.
    Dai para frente cabe a nós como cidadãos bem informados cobrar a destinação e a utilização correta da verba por nossos “representantes” no poder publico municipal.
    Com relação a pagar menos impostos ai temos que nos informar e descobrir os meios legais em que a lei nos favorece para realizarmos a elizão fiscal.
    É um assunto longo e muito legal acredito que vc poderia dar continuidade a esta discussão sobre os impostos.
    Abraço.
    Marcelo Rocha
    Agencia de Negócios
    Seu Negócio, é o Nosso Negócio!

  2. Cíntia

    Estava recentemente à procura de imoveis para comprar e fiquei estarrecida com a quantidade de impostos que incidem sobre a burocracia da compra! quando o imóvel tem uma situação difícil, como partilha de bens, herança, etc, a situação é ainda pior! o primeiro imóvel de um indivíduo deveria ter menos impostos, para incentivar a conquista da casa própria!!