Correndo o risco de ser apedrejado nos comentários, vou falar uma coisa simples que eu penso: ninguém trabalha por amor, todos trabalham por dinheiro (que venham as pedras).

A idéia é muito simples… Se você trabalhasse por amor, você trabalharia de graça em alguma ONG. Mas a realidade da grande maioria da população é que é necessário trabalhar para ganhar dinheiro e sobreviver. Eu não escapo disso e você provavelmente também não.

Sabendo disso, um importante fator do nosso dia-a-dia no trabalho é o salário que ganhamos. Se eu trabalho para ganhar uma grana no final do mês, nada mais justo do que ficar atento aos salários do mercado e tentar me atualizar de vez em quanto, certo? Atualizar como? Bem, existem duas possibilidades.

  1. Arranjar um outro emprego que pague mais
  2. Pedir um aumento
Em muitos casos, a primeira opção acaba sendo mais vantajosa porque existem muitas (muitas mesmo) empresas que não proporcionam crescimento profissional para seus funcionários ou quando proporcionam, há tantos impeditivos que acaba não compensando investir mais tempo e dor de cabeça ali dentro.

Mas se você está numa empresa bacana, que dispõe de várias oportunidades de crescimento e você quer mesmo ficar ali dentro, vale a pena pedir um aumento ou uma promoção. Mas… qual é a hora certa para isso? Quais são os fatores a serem avaliados para saber o momento certo? E mais… como proceder para, de fato, pedir o aumento?

É importante tomar certos cuidados para não meter os pés pelas mãos. Para ajudar, separei algumas dicas que irão te ajudar no processo.

 

Disponibilidade

Para mim, o primeiro fator a ser analisado é a disponibilidade de vagas melhores ou de recursos financeiros para receber o aumento. Não adianta nada chegar para o seu chefe pedindo uma promoção para Analista Pleno (por exemplo), se não existe essa vaga no setor que você trabalha. Entretanto, você pode saber se há recursos financeiros disponíveis se, por exemplo, você vir que um outro Analista Pleno saiu e eles ainda não conseguiram preencher a vaga. Esse é um momento propício para conseguir a promoção, pois você sabe que existem recursos financeiros disponíveis. Um bom argumento que você poderia usar seria a sua experiência no cargo e as conquistas que realizou.

Lembre-se… Não queime cartucho a toa. Antes de pedir um aumento ou promoção, descubra se há disponibilidade de vagas melhores ou de recursos para aumentos.

Merecimento

A empresa tem vagas disponíveis ou ta com bastante grana. Você consegue ver que existe espaço para você crescer. Mas… será que você está merecendo? O que você tem feito na empresa para, aos olhos da gerência e/ou diretoria, merecer uma promoção?

Se você não sabe o que tem que fazer, converse com a sua chefia direta e pergunte quais são as suas expectativas de um funcionário para que ele possa merecer uma oportunidade de crescimento dentro da empresa. Assim, você já consegue criar uma lista de metas para finalmente conseguir merecer a promoção.

Período

Não é a qualquer momento que você deve pedir um aumento. Sempre existem períodos mais complicados dentro das empresas, como por exemplo o período de faturamento ao final de cada mês, ou o período de uma grande entrega ou qualquer outro período de “correria” dentro da empresa. Porque? Porque a atenção de todos vai estar voltada para resolver outros problemas, e ninguém terá cabeça para lidar com um funcionário insatisfeito com seu salário.

Sendo assim, busque sempre os períodos mais tranquilos para pedir um aumento e tenha mais chances de consegui-lo.

Conversando com o chefe

Todos os quesitos acima foram sanados. Você sabe que a empresa está com dinheiro, sabe que há oportunidades para crescer, sabe que não está um período conturbado e já tem algumas cartas na manga que você pode usar para provar que merece o aumento. Como proceder então?

Chegue para o seu chefe e peça para conversar com ele em particular. Nessa conversa, exponha alguns dos seus feitos no seu trabalho, as coisas que você tem feito para se atualizar e melhorar cada vez mais. Só então, depois de ter vendido o seu peixe, fale que você gostaria de um aumento de salário.

Ele provavelmente irá contra-argumentar algumas coisas que você disse, então tente pensar em algumas dessas coisas que ele poderia falar para que você possa dar continuidade à negociação. Ao final de tudo, é seu objetivo não necessariamente que ele te dê um aumento imediato, mas sim que ele pelo menos considere essa hipótese.

Se você conseguir que ele fale que irá pensar ou algo do tipo, pergunte para ele quando você poderá puxá-lo para conversar sobre o assunto novamente. Assim, você saberá quando cobrá-lo sem parecer chato. Afinal, ele te deu o prazo, certo?

Não deu certo? Não desanime!

Se não deu certo, não desanime nem se conforme. Você poderá esperar para pedir o aumento em um outro momento, dentro dessa mesma empresa, ou poderá enfim partir para a opção de buscar um outro emprego, um que valorize mais você como profissional e que pague um salário maior. Essa é a hora de pesar os “prós” e “contras” com a troca de emprego.

Saiba também que se você já está em uma empresa boa, mas não deu sorte dela estar em um bom momento para te dar um aumento, você pode acabar trocando gato por lebre. Então pense bastante e pesquise bem sobre a empresa que pensa em se candidatar a uma vaga. Afinal, estamos falando da sua vida profissional, e também da pessoal. Afinal, um sempre acaba afetando o outro, certo?

About The Author

Empresário (Diretor de Operações da Data Power Team) e consultor de tecnologia da informação e comunicação digital, é o fundador e editor do blog Produzindo.net. Se dedica a essa atividade pela paixão que tem pelo lema que tomou para a sua vida: “aprender para ensinar”.