Todo empreendedor pensa em como conseguir clientes. Ter consumidores é a prerrogativa básica para a sustentação do seu negócio e, após um certo tempo, o dono da empresa já possui uma noção de como chegar até o seu cliente ou sobre quem ele é.

Alguns negócios precisam de clientes novos o tempo inteiro, outros precisam apenas manter poucos clientes que conferem o crescimento do negócio. De qualquer forma você sempre precisa de uma coisa: clientes satisfeitos.

Mas como saber se você consegue isso?

Monitore seu relacionamento

Mesmo que o consumidor não conheça o produto, realiza um julgamento constante sobre ele. Trata-se de criar uma expectativa, seja por causa do preço, aparência ou atendimento. Porém, há um fator que faz com que pode fazer com que ele compre algo sem se preocupar muito com preço, atendimento ou qualquer outra coisa: uma indicação.

Sempre que vamos comprar algum produto que não conhecemos muito bem, a indicação é a propaganda mais convincente. Mas como saber se sua empresa está sendo bem recomendada? Aí entra a importância de monitorar o seu relacionamento com os clientes.

Mesmo que seja somente pela internet, sua empresa sempre vai se relacionar com pessoas em qualquer ato de compra. Cabe a você ter três preocupações básicas:

  1. A comunicação deve apresentar exatamente o que meu produto é. Vender o que ele não é sempre vai criar insatisfação, pois não é o que o cliente procurava (mesmo que ainda assim tenha qualidade).
  2. O processo de atendimento deve se preocupar com o cliente. Nem sempre o seu atendente está preocupado com o que seus clientes pensam da sua empresa. Mas o seu funcionário e a sua empresa são a mesma coisa para o consumidor.
  3. Avalie os serviços junto aos seus consumidores. Não existe ninguém melhor que um consumidor para dizer o que achou do seu produto. Enquetes bem elaboradas podem dar um bom termômetro da satisfação.

Quando a indicação pesa mais

Ao comprar uma garrafa de refrigerante, você sabe exatamente a quantidade de produto que tem ali, sua composição química, tamanho, cor, etc. E com um advogado ou contador, você sabe o que esperar?

Os bem chamados tangíveis são muito mais fáceis de avaliar, porque eles possuem um padrão de qualidade pré-definido. No caso dos serviços, também chamados de bem intangíveis, cada caso é um caso – e é exatamente aí em que pesa mais a indicação.

Se você vai contratar um prestador de serviços, é um tiro totalmente cego, pois não há parâmetros para avaliá-lo e criar uma expectativa. Ter uma indicação de um amigo que já consumiu e obteve sucesso dá a tranqüilidade de saber que ele tem competência, algo que não tem como ser avaliado por uma propaganda. A indicação também pesa nos bens tangíveis, principalmente quando se trata de produtos que tenham um investimento maior, como um carro.

É bom lembrar que um cliente satisfeito lhe indica para dois amigos, enquanto um insatisfeito fala mal da sua empresa para dez. Dê satisfação ao seu cliente e garanta uma boa imagem.

About The Author

Graduando em Relações Públicas pela UFRGS, trabalhou por dois anos na assessoria de comunicação da CAIXARS, com foco em relacionamento com a imprensa e comunicação interna. Hoje atua como produtor de conteúdo da EZUK Mkt Internet (Porto Alegre) e desenvolve trabalhos externos na área de desenvolvimento de conteúdo, estratégias de marketing digital e planejamento de comunicação. Além disso, é editor do blog Tiro-Livre.