Você sente que não tem tempo para fazer metade das coisas que gostaria de fazer? Você não está sozinho.

Muita gente ainda não se acostumou nem se adaptou a essa nova vida de “correria” dos tempos modernos. Se você deseja ser uma pessoa bem sucedida tanto pessoalmente quanto profissionalmente, você precisa entrar na onda e arranjar soluções para os seus problemas de falta de tempo.

lazer-01

É por isso que há algum tempo, muitas pessoas ensinam como gerenciar melhor o nosso tempo. Hoje, quero contar um pouco sobre como eu aprendi a gerenciar o meu tempo e como consigo fazer (quase) tudo o que eu quero fazer.

Necessidade

A minha necessidade de ter mais tempo sempre se deu pela falta de momentos de lazer. Aos 18 anos entrei na faculdade e aos 19 já estava trabalhando o dia todo e estudando a noite.

No início era tudo festa, mas depois de dois anos nesse ritmo (um ano e meio ainda faltando para eu me formar) eu já estava cansado. A falta de lazer casada com o trabalho pesado onde eu tinha me metido estavam me esgotando. Eu sentia falta de tempo para as coisas mais banais, tal como:

  • Assistir (ou ler) o jornal para me colocar a par das notícias do mundo;
  • Assistir alguns programas de entretenimento;
  • Ler livros e revistas;
  • Jogar jogos de computador ou videogame.

A solução

A solução surgiu na minha cabeça quando eu percebi que uma colega de trabalho levava almoço de casa para o trabalho com o simples intuito de almoçar rapidamente para poder ter tempo de terminar o livro que ela estava lendo.

Imediatamente meus olhos se abriram para novos horizontes e vi que nosso dia está repleto de pequenos espaços de tempo que estão sempre vagos. O que você faz quando está indo para o trabalho? O que você faz na hora de almoço? O que você faz quando está esperando na fila de um banco?

Por mais cheia que a nossa agenda seja, existe muito tempo livre e muito tempo que pode ser aproveitado com mais de uma atividade. O problema é que esse tempo livre é sempre quebrado entre as nossas atividades. O que temos que fazer é conhecer essas brechas aproveitá-las da forma mais produtiva possível.

O que eu fiz?

Parei e botei no papel as horas que estavam sempre vagas no meu dia. Em seguida atribuí “atividades” para esses momentos. Também separei algumas atividades que podem ser realizadas em conjunto. Veja como ficou meu dia.

MOMENTO: Ida para o trabalho – O tempo que eu levo quando saio de casa até chegar no meu trabalho é sempre em torno de 15 a 30 minutos.
APROVEITAMENTO: Uso esse tempo sempre para ouvir alguns podcasts ou audiobooks.

MOMENTO: Horário de almoço – No meu trabalho, todos nós temos uma hora e meia de almoço. Seguindo os passos da minha colega e almoçando rapidamente, consegui economizar uma hora.
APROVEITAMENTO: Esse é o tempo que mais me agrada porque ele é um pouco mais extenso. Uso para ler livros, ver séries de tv, fazer uma caminhada, etc.

MOMENTO: Volta para casa – Tal como a ida para o trabalho, tenho de 15 a 30 minutos para aproveitar.
APROVEITAMENTO: Ligo a rádio na CBN e ouço as notícias do dia. Dessa forma estou sempre me mantendo atualizado com o que acontece ao redor do mundo.

MOMENTO: Academia – Faço em torno de uma hora e meia de academia, três vezes por semana.
APROVEITAMENTO: Continuo ouvindo os podcasts e audiobooks.

Cada um, cada um

Cada um tem uma rotina diferente. Citei alguns exemplos logo acima para você ver como aproveitei alguns pedaços do meu dia. Mas cabe a você saber onde estão as brechas de tempo e como aproveitá-las. O importante é saber que existem momentos do dia que não estão sendo aproveitados.

About The Author

Empresário (Diretor de Operações da Data Power Team) e consultor de tecnologia da informação e comunicação digital, é o fundador e editor do blog Produzindo.net. Se dedica a essa atividade pela paixão que tem pelo lema que tomou para a sua vida: “aprender para ensinar”.

5 Responses

  1. antonio robelio de gois

    O cada minuto ocioso da nossa vida, é considerado perda de tempo. Tenho 60 anos trabalho há 53, danço quase que semanalmente finais de semana, ando 06 km por dia e trabalho das 7:00 às 19:00 das segundas-feiras às quintas-feiras e 07:00 às 17:00h às sextas-feiras. Tenho terceiro grau (conclui após constituir familia), fiz três pós e não fiz mestrado por dificuldade de deslocamento para o grande centro. Leio diariamente e aproveito a vida. O tempo é nós que fazemos.Então fassamos o nosso tempo e viva a vida!!!

  2. bernardopina no diHITT

    Sem tempo para o lazer? Aprenda como consegui-lo!…

    Você sente que não tem tempo para fazer metade das coisas que gostaria de fazer? Você não está sozinho. Nesse artigo eu mostro como eu burlei a falta de tempo para me dar alguns momentos de lazer no meu dia….

  3. Raphaella Teixeira

    Parabéns por compartilhar suas opiniões, com assuntos ontológicos e de maneira simples e objetiva ^^