Como vocês já devem ter reparado, estou meio sumido do blog há alguns meses. Isso aconteceu porque no meio desse ano eu fiz a tão sonhada transição em que deixei de ser um empregado para virar, finalmente, um empregador. Apesar de conseguir ter deixado facilmente o meu emprego para trás, passar a trabalhar para si mesmo envolve uma série de desafios que precisam ser vencidos.

Quero hoje compartilhar com vocês um pouco da minha história, um pouco das minhas aventuras como empresário e um pouco da minha vida.

cansado

O pessoal

Desde o final de 2011, a minha família tem enfrentado problemas graves de ordem pessoal. Isso tem afetado fortemente a frequência com que eu atualizo o blog, pois se tem algo que eu aprendi com este blog é que apesar de eu gostar do trabalho que eu realizo aqui e dos resultados que eu vejo na vida das pessoas, eu não posso colocá-lo na frente da minha própria vida. É por isso que, tal como a nossa vida tem altos e baixos, é possível perceber nitidamente os altos e baixos do blog ao longo desses seis anos de vida.

Contudo, algo que sempre percebi também é que este blog fez parte da minha história e que eu quero que ele continue fazendo parte disso tudo. Eu gosto de publicar textos, eu gosto da interação com meus leitores, eu gosto do seu lema “aprender para ensinar”. E isso é o meu maior influenciador para voltar e continuar, mesmo com todos os altos e baixos das nossas vidas.

O profissional

Muitos não sabem, mas minha formação é na área de exatas. Eu sou bacharel em Ciências da Computação e sou especializado em Inteligência de Negócio (Business Intelligence), ajudando a levar informações qualificadas para gestores e empresários ao longo da maior parte da minha vida profissional.

Acredito que tenha seguido este foco também pela minha forte aptidão a me tornar empresário, a abrir uma empresa e fazer a diferença no mundo que me cerca, coisa que foi realizada finalmente há alguns anos quando a PIBIT não ia muito bem das pernas e tive a oportunidade de criar uma empresa com alguns amigos meus, a Data Power Team.

O empresário

Apesar de todos os problemas de ordem pessoal que venho enfrentando desde 2011, consegui manter um ritmo de atualizações aceitável até o meio desde ano, quando elas pararam em absoluto. Isso aconteceu porque nesta época eu finalmente consegui fazer a transição de empregado para empregador, e passei a viver exclusivamente dos rendimentos que obtenho com a minha empresa.

Quem já fez essa transição, sabe que este é o momento decisivo de todo empresário. É aqui que você realmente tira a prova dos nove e sabe se você consegue enfrentar todos os problemas do dia-a-dia para conseguir tocar a sua empresa.

Este último semestre foi, sem dúvida alguma, um dos períodos mais estressantes da minha vida. Com uma esposa grávida, uma renda ainda inconstante, problemas profissionais com os outros sócios e diversos outros focos de stress, chegar ao final deste ano são mantendo a renda da família relativamente estável foi uma grande conquista. Em menos de seis meses de empresa, aprendi mais do que em todos esses anos em que estudei tanto sobre empreendedorismo. Vivenciar a realidade de uma empresa é completamente diferente do que imagina quando a sua realidade é apenas a literatura sobre o assunto.

Contudo, nem tudo são desventuras. É extremamente gratificante ver o resultado do seu trabalho, ver os frutos de todo o cansaço que você está tendo. Isso é algo que realmente consegue me motivar a ir pra frente e continuar lutando pelo que eu sempre almejei.

O futuro

Bom, o futuro é sempre incerto. Não é possível prever o que vai acontecer neste próximo ano, contudo é possível definir as metas que vão guiar todas as nossas ações em 2014. As minhas principais metas já foram definidas.

  1. Me tornar uma pessoa menos estressada e mais calma, pois nesse final de ano, quando comecei a olhar pra trás, vi como a correria do dia-a-dia me transformou em uma pessoa reativa, me deixando sempre em posição de ataque e de defesa. Isso é bom em alguns aspectos da vida de um empresário, mas é extremamente necessário saber diferenciar isso da sua vida pessoal. Essa é minha principal meta para 2014.
  2. Realizar as metas definidas por mim e meus sócios para a minha empresa.
  3. Voltar a escrever mais nos meus blogs, com pelo menos um artigo em cada blog por mês (mínimo).

Metas de ano novo são aquelas que a maioria das pessoas olha pra trás e pensa “Xiiiiiii, não fiz nada”. Eu não costumo pensar assim, e realmente pretendo levar essas metas a diante. Ano que vem me cobrem disso!

About The Author

Empresário (CEO da agência de comunicação PIBIT) e consultor de tecnologia da informação e comunicação digital, é o fundador e editor do blog Produzindo.net. Se dedica a essa atividade pela paixão que tem pelo lema que tomou para a sua vida: “aprender para ensinar”.

  • Paulo Américo de Andrade

    Fiquei feliz ao encontrar esse post em minha conta. A final, só por usar o ZTD – que não conhecia, vc me apresentou, indiquei para um sem-número de amigos e clientes – minha vida pessoal e profissional evoluiu horrores, serei eternamente grato a vc! Gosto de ajudar as pessoas – sou advogado, muitas vezes atendo gente que não pode pagar a condução, mas um dia as coisas melhoram e se vc contribuiu pra isso o resultado é divino, acho que me entende. Acho igualmente bom quando alguém, ainda mais se é desconhecido, me ajuda. Várias de suas postagens me ajudaram, e tenho certeza que a muitos de seus outros leitores também.

    Por isso fiquei feliz, achei que vc tinha desistido ou desanimado! Tenha certeza de que seus planos se realizarão, porque é uma pessoa boa e despojada. De todo modo,se algum dia precisar de mim, dê um alô. Sucesso, cara!

    Teu admirador,

    paulo américo

    • http://www.produzindo.net/ Bernardo Pina

      Paulo, o Produzindo.net é meio que um filho e eu não pretendo desistir dele tão facilmente. Ele já me acompanha há quase oito anos, e a boa parte da minha vida foi mudada por causa dele.

      Mais importante do que isso, ver que o que compartilhei (e compartilho) aqui também muda a vida das pessoas é o fator que me motiva a sempre voltar aqui depois das tempestades da vida.

      Assim, aprendi respeitar a mim mesmo e a me dar um tempo quando eu preciso, pois sei que sempre vou acabar voltando. =)

      Muito obrigado pelo seu comentário. É esse tipo de coisa que me incentiva sempre a voltar. =)

      Forte abraço!

  • Simone

    Bernardo,
    bacana seu desabafo.
    Assim percebemos que vc é uma pessoa real e que ao viver esta nova realidade, como empresario, pode sentir na pele como é dificil conciliar todas as coisas que queremos, amamos e/ou precisamos fazer, no pessoal, profissional e como empresario.
    Quanto ao futuro, se voce ja escreveu o que deseja, e voce ja escreveu, pode estar certo, mais cedo ou mais tarde tudo voce vai realizar. É só nao esquecer o mais importante…o primeiro passo!!!
    Um abraco,
    Feliz Ano Novo!!!
    Simone

    • http://www.produzindo.net/ Bernardo Pina

      Bacana seu comentário, Simone. As vezes as pessoas não enxergam que tem uma pessoa real por trás dos textos, e a cobrança acaba sendo muito grande.

      As metas estão definidas, agora é correr atrás de cumprí-las. =)

      Abraço!