Tem coisa melhor do que ser muito bem atendido em uma loja? Dá vontade de ter mais dinheiro só para poder gastar ainda mais naquele lugar. Isto vai exatamente ao encontro do que escreveu uma outra colaboradora deste blog, Talita James, quando falou das expectativas do comprador. Para que um bom negócio possa ter sucesso, nada melhor do que buscar sempre superar as expectativas destas criaturas tão maravilhosas chamadas de clientes. Isto confere uma fidelidade à sua marca.

Porém, há uma questão fundamental para isso: como sempre superar a expectativa do seu cliente? Calma, seus problemas acabaram! Para isso há uma ferramenta antiga, mas nem por isso tão conhecida: o marketing interno (ou endomarketing).

profissional-01O que é?

Se imagine como diretor de uma empresa. Você vai aos sábados de tarde para arrumar um piso estragado, acorda no domingo para ver se o piso já secou, assiste o Faustão pensando se o piso vai estar bom o suficiente para trabalhar na segunda-feira, etc. Em outras palavras, o diretor se estressa mais, mas ao mesmo tempo é o que mais veste a camisa daquela companhia.

Esse é objetivo do marketing interno: motivar seus funcionários a ponto de que eles se sintam parte integrante daquela instituição. Afinal, a empresa (e sua produtividade) também depende destas pessoas e para motivá-las, antes de qualquer coisa, é necessário conhecer o perfil do seu público interno. Jovem ou mais velho? Novo ou experiente? Pró-ativo ou mais acomodado? Isto varia de acordo com as origens dos seus funcionários, ambiente de trabalho, cultura interna, relações de poder, dentre outros aspectos e cada um exige uma abordagem diferente, mas segue alguns mesmos passos para se atingir os tão esperados resultados positivos.

Ambiente de trabalho e valorização

A empresa precisa manter um bom ambiente. Ninguém é escravo e cada um sabe das metas que tem de atingir. O Google é muito almejado como empregador em virtude do excelente clima de trabalho que possui – mesmo com a grande de metas que possui. Em outras palavras, a idéia central é fazer com que o colaborador não veja o trabalho como um peso no seu dia, mas sim como o momento em que vai mostrar do que é realmente capaz e onde vai ser recompensado por isso. Para isso ele deve estar motivado.

E você sabe o que fazer para que seu funcionário se sinta motivado? Demonstre o seu valor para a empresa! Treinamentos (conforme já falei em outro post) é uma ferramenta motivacional, pois demonstra o quanto a instituição pensa no trabalho de cada um. Cartões de aniversário, prêmios por metas, festas de final de ano e cestas de natal são coisas simples que também ajudam bastante.

A comunicação

Trabalhar a comunicação interna também é uma ação relevante, pois o marketing interno exige que o colaborador conheça as ações desempenhadas pela empresa e qual o seu posicionamento perante a vários assuntos. Ou você acha que alguém vai vestir a camisa de algo que não conhece? Existem empresas que possuem “Missão”, “Visão” e “Valores” como fundo de tela das áreas de trabalho dos computadores. É uma ação simples, sem custo e de grande resultado. Jornais internos, intranets atualizadas e até notícias do lado dos elevadores podem ajudar muito.

Liderança amigável e eficaz

Por último e nem por isso menos importante, é essencial uma boa relação entre empregados e chefias. Se você possui uma dúvida sobre algum assunto da empresa, vai perguntar para quem? Os cargos superiores são as fontes. Várias companhias realizam cafés da manhã mensais entre a diretoria e alguns colaboradores (sempre revesando), onde é criado um ambiente descontraído e é realizada uma conversa sobre sugestões, dicas, elogios e críticas. Essa é uma prática muito eficaz que visa avaliar como o colaborador vê o ambiente, o trabalho e a empresa – e ver se seu trabalho de marketing interno deu ou não o resultado esperado.

About The Author

Graduando em Relações Públicas pela UFRGS, trabalhou por dois anos na assessoria de comunicação da CAIXARS, com foco em relacionamento com a imprensa e comunicação interna. Hoje atua como produtor de conteúdo da EZUK Mkt Internet (Porto Alegre) e desenvolve trabalhos externos na área de desenvolvimento de conteúdo, estratégias de marketing digital e planejamento de comunicação. Além disso, é editor do blog Tiro-Livre.

  • Talita James

    Ah, o endomarketing!

    Como eu tenho vontade de ver isso acontecer na empresa em que eu trabalho…

    Excelente texto, Gabriel! Parabéns!

  • http://www.blogblogs.com.br Vânia

    Olá!

    Gostamos do seu post e ele é um dos destaques de hoje aqui na home do Blogblogs!

    Confira! =)

    Abraços,

    Equipe Blogblogs

  • anderson

    olá,muito bom o post,genial mas isso não ocorre aqui na empresa one trabalho( sadia toledo pr) eu sou acaedmico em com.social já tentei introduzir mas foi boicotado

  • Fredi Brum

    Muito bom o texto, é extamente isso que deveria ocorrer em todas as empresas. Nem todas investem no endomarketing, muitas empresas vão de mal a pior, o problema vem dentro e nada é efeito pois nem é reparado.