Se você é um empreendedor, você já deve ter feito essa pergunta várias vezes. O problema é que muitas vezes não buscamos as soluções mais eficientes, focando as respostas somente no nosso produto e deixando de lado alguns aspectos extremamente importantes.

Não vou criticar o foco no produto, a minha crítica vai para as empresas que pensam SOMENTE no produto.

carrinho-de-compras

O cliente é um ser extremamente sensível. Tanto quanto bons produtos ou serviços, ele merece e deseja ser tratado de forma diferenciada. Afinal, na sua concepção, ele também está lhe pagando por isso.

Ao longo do tempo, fui observando alguns pontos que devem ser tratados com carinho no relacionamento de uma empresa com os seus clientes. Veja abaixo algumas sugestões:

  1. Seja amigável
    Quando você vai a uma loja e é bem tratado, a sua tendência é sempre voltar nessa loja. O cliente gosta de ser mimado, gosta de ver pessoas simpáticas com um sorriso no rosto e um tom alegre na voz. Isso o quebra e o deixa mais sociável.
  2. Seja compreensivo
    Muitas vezes o cliente vai chegar muito bravo à sua loja por diversos motivos e muitas vezes você não tem culpa de nada. Não importa. Lembra daquela regrinha “o cliente tem sempre a razão”? Tente entender o porquê de o cliente estar alterado e tente ajudá-lo demonstrando que você entende o problema dele e vai fazer de tudo para resolvê-lo.
  3. Seja justo
    Nunca espere compreensão de um cliente que se veja inferiorizado devido à uma diferenciação em relação a outro cliente. Não cabe a nós fazer nenhuma diferenciação, pois todo cliente é cliente, não importando sua renda ou sua aparência.
  4. Controle
    Como já disse acima, o cliente gosta de ser mimado. Para isso, algumas vezes temos que mostrar que ele tem controle sobre algumas coisas. Esse controle vem da nossa habilidade de dizer “Sim” muito mais do que dizemos “Não”. Os clientes não ligam para as regras e políticas adotadas pelas empresas, eles querem discuti-las e fazer você dizer o “Sim”.
  5. Opções e alternativas
    Quando um cliente vê um preço que não lhe agrada muito, o seu primeiro pensamento é “Ali na esquina tem um igualzinho por um preço muito menor”. Muitos clientes falam isso para os vendedores somente de má fé para abaixar os seus preços e o seu trabalho aqui é convencer o seu cliente mostrando as qualidades do seu produto e o que o diferencia do produto mais barato da esquina. Se isso não der certo, tenha sempre na manga uma alternativa mais barata (ou mais cara) de outros produtos que atendam às necessidades do cliente.
  6. Informação
    Quando o cliente pede para você mostrar-lhe um produto, é sua obrigação saber tudo sobre esse produto. Uma das coisas mais irritantes para um cliente que já tenha estudado o produto, é perceber que o vendedor não sabe o suficiente sobre o que está vendendo.

Numa empresa, o cliente é uma espécie de “rei” e temos que tratá-lo como tal. Aprender a fazer isso não é fácil, mas nada que a experiência e um pouco de estudo sobre o assunto não resolvam.

Empresário, como você tenta abordar os seus clientes? E você, cliente… Como espera ser tratado quando vai adquirir um produto e/ou serviço?

2 Responses